Contato: (67) 98186-1999 - Mande um whats!
Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2018





Vacinação é única maneira de prevenir a paralisia infantil



10 de Julho de 2018 - 13:25           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

Vacinação é única maneira de prevenir a paralisia infantil

 
 
O Brasil percorreu um longo caminho entre a primeira vacina de poliomielite oferecida ao público, nos anos 1950, até a erradicação completa da doença, quatro décadas depois.

O trabalho valeu a pena: a doença, que antes fazia milhares de vítimas a cada ano, hoje é considerada rara.

Por isso, as famílias devem permanecer atentas e não deixar de vacinar as crianças, pois essa é a única maneira de prevenir a doença. Caso contrário, poliomielite, sarampo e outras infecções voltarão rapidamente a ser um problema.

A poliomielite, também conhecida como paralisia infantil, é uma doença infecto-contagiosa viral aguda, ou seja, é causada por um vírus, chamado de poliovírus selvagem. A criança com poliomielite sofre com um quadro de paralisia flácida, de início repentino.

De acordo com o Ministério da Saúde, a paralisia ocorre de forma súbita e evolui em, no máximo, três dias. "Acomete em geral os membros inferiores, de forma assimétrica, tendo como principal característica a flacidez muscular, com sensibilidade conservada e arreflexia no segmento atingido", esclarece o ministério. A transmissão do vírus pode ocorrer:

Por contato direto pessoa a pessoa
Pela via fecal-oral (contato com objetos, alimentos e água contaminados com fezes de doentes ou portadores do vírus)

Pela via oral-oral, por meio de gotículas de secreções da orofaringe (ao falar, tossir ou espirrar) Por contatos provocados pela falta de saneamento, más condições habitacionais e de higiene pessoal

Tratamento de suporte
Não existe tratamento específico para poliomielite, apenas um tratamento de suporte. Medidas terapêuticas e cuidados gerais, como repouso rigoroso nos primeiros dias, são importantes para reduzir complicações, taxa de paralisias e mortalidade.

Segundo o Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo, outras medidas para reduzir sequelas e complicações são: tratamento sintomático da dor, da febre, da hipertensão arterial e de retenção urinária; uso de laxantes suaves e cuidados respiratórios; cuidados ortopédicos e fisioterápicos, para evitar deformidades; e fisioterapia, quando não houver mais dor.



 Fiocruz e do Governo de São Paulo










Plantão

.
13/12/2018 - 10:33   Cardápio saboroso para esta quinta-feira no Restaurante e Choperia Rei dos Espetos
13/12/2018 - 10:01   Cirilo e Pepa são afastados pela Justiça e suplentes assumem hoje
13/12/2018 - 10:00   Operação contra tráfico e roubo termina com cinco presos em Dourados
13/12/2018 - 09:34   PF cumpre mandado de busca em investigação de ameaça a Bolsonaro
13/12/2018 - 09:29   Deputados votam 23 projetos hoje, 14 em regime de urgência
13/12/2018 - 09:00   Vereadores de Itaporã votaram projeto que estabelece Diretrizes de Saneamento Básico no Município
13/12/2018 - 08:50   Artigo: Os diversos papéis das mulheres e a importância da empatia
13/12/2018 - 08:47   3 motivos para fazer o curso técnico em segurança do trabalho do Senai em Nova Andradina
13/12/2018 - 08:39   Para Fiems, reforma do aeroporto de Campo Grande vai fomentar indústria do turismo
13/12/2018 - 08:29   Longen diz que projeto sobre incentivos aprovado na Câmara atrairá mais indústrias para MS
13/12/2018 - 08:24   “Corrida e Caminhada Copasul” reuniu mais de 200 participantes
13/12/2018 - 08:22   Temperaturas vão ficar acima da média histórica entre dezembro e fevereiro
13/12/2018 - 07:59   Geraldo vai assumir a saúde e Murilo a infraestrutura
13/12/2018 - 07:48   Jovem de 15 anos morre ao ser atingida por raio em Amambaí
12/12/2018 - 19:26   Adolescente morre afogado durante banho com amigos em lagoa
12/12/2018 - 19:23   Delegado e vereadora de Itaporã propõe conscientização sobre violência doméstica e sexual
12/12/2018 - 16:52   Encontro discute combate à violência contra a mulher nos municípios de fronteira
12/12/2018 - 16:50   Murilo e Geraldo são cotados para assumir secretarias no governo Azambuja
12/12/2018 - 16:39   Homem rodeado por jacarés é resgatado de riacho em MS
12/12/2018 - 16:05   Catedral de Campinas celebra missa em homenagem às vítimas de ataque
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 98186-1999 - Mande um whats!