Contato: (67) 98186-1999 - Mande um whats!
Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Segunda-feira, 25 de Junho de 2018





Tabela do frete foi decisão tomada no calor da paralisação, diz Guardia



09 de Junho de 2018 - 07:37           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

O ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, afirmou nesta sexta-feira (8) que a mudança na tabela de frete foi uma decisão tomada no calor da paralisação dos caminhoneiros e que talvez essa não seja a melhor solução para a sociedade e para o setor.

"A tabela está em discussão e é importante que seja discutida. Foi uma solução apresentada em um momento de crise, uma negociação difícil e complexa. Agora está se chegando à conclusão de que talvez não seja a melhor solução para os caminhoneiros e para a sociedade como um todo", afirmou durante entrevista ao apresentador José Luiz Datena, na rádio Bandeirantes. 

Nesta quinta (7), na tentativa de agradar ao agronegócio e aos caminhoneiros, a nova tabela mínima do frete havia sido aprovada com uma redução média de 20% do preço em relação à tabela anterior, negociada durante a greve.

Horas depois, entretanto, o presidente Michel Temer recuou novamente e, a pedido dos caminhoneiros, revogou a adoção da nova tabela mínima. 

Nova reunião acontece nesta sexta.

CNI RECORRE

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) afirmou nesta sexta-feira que vai ingressar nos próximos dias com uma ação direta de inconstitucionalidade contra o estabelecimento de preços mínimos de frete para transporte rodoviário de carga.

A ação da CNI, em fase final de elaboração, questionará a Medida Provisória 832, que estabeleceu preços mínimos obrigatórios para os fretes praticados no país.

Na véspera, o ministro dos Transportes, Valter Casimiro, anunciou que o governo decidiu suspender a nova tabela de frete do transporte rodoviário e que vai rediscutir os valores, horas depois do governo chegar a publicar uma lista com valores reduzidos. A revogação da tabela ocorreu após pressão de associações de caminhoneiros que se manifestaram contra os valores determinados.

Na quinta-feira, duas empresas do Rio Grande do Norte conseguiram na Justiça liminares para suspender os efeitos do tabelamento, em uma decisão em que o juiz federal Orlando Rocha classificou de "evidente intervenção" do governo federal na economia, ao impor regulamentação ao setor de transporte rodoviário de cargas, em ofensa à Constituição.

Segundo a CNI, a MP que fixa preço mínimo para os fretes é inconstitucional porque "por desrespeita a livre iniciativa, a concorrência e os contratos firmados, caracterizando intervenção indevida do Estado na economia".

"Os consumidores sentirão no bolso os efeitos da medida, pois ela inevitavelmente levará ao aumento geral de preços, em função da alta dependência rodoviária do país", afirmou a CNI.

A Associação Paulista de Supermercados (Apas) afirmou que, com a nova tabela de frete, os preços nos supermercados "serão fortemente impactados".

"Como o setor supermercadista é o último elo da cadeia de abastecimento da população, a Apas alerta que, apesar dos esforços dos supermercados em sempre buscar alternativas para oferecer melhores produtos e serviços aos consumidores, com a conjuntura apresentada será impossível segurar o repasse de preços", diz nota da entidade.











Plantão

.
25/06/2018 - 13:25   PM preso em operação da PF tinha mais de 20 anos de atuação na corporação
25/06/2018 - 12:01   Goleiro brasileiro morre após ser atropelado por ônibus em Recife
25/06/2018 - 11:59   Operações da CCR MSVia auxiliam execução de obras e serviços na BR-163/MS
25/06/2018 - 11:19   Ney Bulla (PSD) apresenta projeto de lei excluindo a cobrança da taxa mínima na conta d´água
25/06/2018 - 11:12   Mato Grosso do Sul tem amplo potencial para transformação de biomassa em energia
25/06/2018 - 11:10   Petrobras poderá negociar até 70% em áreas de cessão onerosa do pré-sal
25/06/2018 - 11:08   Projeto garante realização de drenagem linfática pelo SUS
25/06/2018 - 11:05   Após fuga, motorista capota carro carregado com drogas
25/06/2018 - 11:03   Ícaro rejeita Luzia: ´Você não é minha mãe, nem nunca vai ser!´
25/06/2018 - 11:03   Dólar abre a semana em baixa de 0,32%
25/06/2018 - 11:01   Sete de Setembro e Operário atropelam na estreia da competição
25/06/2018 - 10:59   Primeiro Hackathon Unigran envolveu 64 alunos de quatro cursos
25/06/2018 - 10:59   Angèlica: Câmara abre concurso com salários de até R$ 3 mil
25/06/2018 - 10:56   Jovem de 17 anos morre após ser atropelado por motorista bêbado
25/06/2018 - 10:55   PF mira família em MS que comandava tráfico para outros estados
25/06/2018 - 10:43   Faculdades do Senai da Capital e Dourados encerram dia 11 de julho inscrições do vestibular
25/06/2018 - 10:33   Adriano Martins volta a cobrar quebra-molas e iluminação pública em Avenida
24/06/2018 - 16:55   EUA dizem estar trabalhando para reunir 2.053 crianças imigrantes com suas famílias
24/06/2018 - 16:52   Homem tenta fuga, carro sai da pista e ele acaba preso com quase 0,5 t de droga
24/06/2018 - 16:41   Pré-candidato à presidência da República chega na Capital amanhã (25
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 98186-1999 - Mande um whats!