Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Quinta-feira, 23 de Novembro de 2017





Suspeito de matar ex com 6 tiros é preso depois de tentar usar nome falso
Estava foragido há 11 meses do semiaberto


13 de Novembro de 2017 - 16:21           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

 
 

Suspeito do feminicídio de Shirley Martins Pereira, de 29 anos, na madrugada do último dia 2, Odemir Severo Pinto, de 24 anos, foi preso na tarde desta segunda-feira (13), no Bairro Santo Eugênio, em Campo Grande. O possível autor está foragido há 11 meses do regime semiaberto e usou nome falso para tentar se livrar da abordagem policial.

De acordo com informações Gecam (Grupamento Especializado com o Apoio de Motocicletas), responsável pela prisão, após denúncia anônima, policiais localizaram Odemir em frente a uma residência na Avenida Santo Eugênio. Ao notar a presença dos militares, o suspeito entrou para dentro da casa.

Durante abordagem, Odemir apresentou nome falso à equipe da Gecam. Tentativa que foi descoberta em seguida. Com ele, foram encontrados uma motocicleta e um celular com registro de roubo.

O suspeito tem diversas passagens pela polícia, entre elas, registro de violência doméstica registrado por Shirley em 2015.

Odemir foi autuado em flagrante pela receptação da moto e será encaminhado para a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), que já havia expedido mandado de prisão preventiva contra ele. À polícia, testemunhas disseram ter visto o suspeito na casa de Shirley horas antes do feminicídio.

O suspeito negou o crime e afirmou saber, na verdade, quem seria o autor.

O crime

Shirley Martins Pereira foi morta por volta das 2h30 do dia 2 de novembro, no Bairro Santo Eugênio, em Campo Grande. De acordo com informações da Polícia Militar, a vítima de 29 anos, foi atingida por seis tiros.

A mulher estaria na casa de uma amiga quando uma pessoa, possivelmente um homem, chegou ao local e fez os disparos. Foi acionado o socorro, mas a vítima morreu no local.

Midiamax












Plantão

.
22/11/2017 - 21:58   Recapeamento chega as principais ruas dos bairros e centro de Itaporã
22/11/2017 - 17:20   Jovem de 22 anos é indiciado por armazenar pornografia infantil
22/11/2017 - 16:20   Prorrogação de adesão ao Funrural não sai em 2017
22/11/2017 - 16:09   Integrante do Backstreet Boys é acusado de estupro por cantora
22/11/2017 - 16:05   Airton Sandoval apresenta projeto que proíbe horário de verão em todo o país
22/11/2017 - 15:55   Adolescente leva cocaína para escola e acaba apreendido na Unei
22/11/2017 - 15:45   Após briga com Nando, lutador volta a implorar transferência para SP
22/11/2017 - 15:33   Michel Temer adia decisão em nomear Carlos Marun para ministro
22/11/2017 - 14:10   Nova certidão de nascimento facilita registro de padrasto e madrasta
22/11/2017 - 13:50   Governo lança licitações para drenagem e pavimentação de quatro cidades
22/11/2017 - 13:17   Mulheres ganham 16% a menos do que os homens na Europa
22/11/2017 - 13:10   Brasil pede laudos à Rússia sobre irregularidades da carne brasileira
22/11/2017 - 12:50   Nova droga pode impedir ação do HIV-1 no organismo
22/11/2017 - 11:00   Rússia anuncia que suspenderá compra de carne brasileira
22/11/2017 - 10:40   Professor da UFMS é suspeito de assediar alunas no campus da Capital
22/11/2017 - 10:00   Empresas de transporte são autuadas por descumprirem lei da gratuidade
22/11/2017 - 09:40   Mulher espera por atendimento em UPA vazia e filho faz vídeo para reclamar
22/11/2017 - 09:20   Unicamp aprova oportunidades extras para ingresso universitário
22/11/2017 - 09:00   Novo hospital em Corumbá atenderá 10 mil beneficiários
22/11/2017 - 08:40   Árvore cai com ventania e interdita trecho de rua em Campo Grande
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 8171-8561 - Mande um whats!