Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Quarta-feira, 17 de Janeiro de 2018





Suspeito de matar ex com 6 tiros é preso depois de tentar usar nome falso
Estava foragido há 11 meses do semiaberto


13 de Novembro de 2017 - 16:21           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

 
 

Suspeito do feminicídio de Shirley Martins Pereira, de 29 anos, na madrugada do último dia 2, Odemir Severo Pinto, de 24 anos, foi preso na tarde desta segunda-feira (13), no Bairro Santo Eugênio, em Campo Grande. O possível autor está foragido há 11 meses do regime semiaberto e usou nome falso para tentar se livrar da abordagem policial.

De acordo com informações Gecam (Grupamento Especializado com o Apoio de Motocicletas), responsável pela prisão, após denúncia anônima, policiais localizaram Odemir em frente a uma residência na Avenida Santo Eugênio. Ao notar a presença dos militares, o suspeito entrou para dentro da casa.

Durante abordagem, Odemir apresentou nome falso à equipe da Gecam. Tentativa que foi descoberta em seguida. Com ele, foram encontrados uma motocicleta e um celular com registro de roubo.

O suspeito tem diversas passagens pela polícia, entre elas, registro de violência doméstica registrado por Shirley em 2015.

Odemir foi autuado em flagrante pela receptação da moto e será encaminhado para a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher), que já havia expedido mandado de prisão preventiva contra ele. À polícia, testemunhas disseram ter visto o suspeito na casa de Shirley horas antes do feminicídio.

O suspeito negou o crime e afirmou saber, na verdade, quem seria o autor.

O crime

Shirley Martins Pereira foi morta por volta das 2h30 do dia 2 de novembro, no Bairro Santo Eugênio, em Campo Grande. De acordo com informações da Polícia Militar, a vítima de 29 anos, foi atingida por seis tiros.

A mulher estaria na casa de uma amiga quando uma pessoa, possivelmente um homem, chegou ao local e fez os disparos. Foi acionado o socorro, mas a vítima morreu no local.

Midiamax












Plantão

.
17/01/2018 - 14:35   Depois de passar por MS, homem morre em SP com suspeita de febre amarela
17/01/2018 - 13:52   Itaporã fecha exercício 2017 com R$ 3,0 milhões a menos que 2016.
17/01/2018 - 12:00   Ottoni se matou com a mesma arma que assassinou Halley com três tiros
17/01/2018 - 11:40   Motorista avança preferencial, bate em outra caminhonete que atinge muro
17/01/2018 - 11:20   Motociclista morre depois de se envolver em acidente com ônibus
17/01/2018 - 10:54   Funsat oferece mais de 200 vagas com salário de até R$ 2 mil
17/01/2018 - 10:44   Acidente entre Voyage e Palio deixa três pessoas feridas na BR-163
17/01/2018 - 10:00   MS terá mais cinco aparelhos de radioterapia para tratar câncer pelo SUS
17/01/2018 - 09:50   Motorista desvia de tamanduá e capota caminhão com tijolos em rodovia
17/01/2018 - 09:40   Promotoria pede na Justiça afastamento de prefeito de Ribas do Rio Pardo do cargo
17/01/2018 - 09:20   Pré-custeio da safra 2018/19 deve chegar a R$ 12 bilhões
17/01/2018 - 09:00   Setor de mineração reage e movimenta R$ 1 bilhão em MS
17/01/2018 - 08:40   Rose diz que missão como vice foi cumprida; meta, agora, é Brasília
17/01/2018 - 08:20   Marun admite que ainda não tem votos suficientes para a reforma da Previdência
17/01/2018 - 08:00   Condenação de vereador chega na Câmara, mas presidente ainda não teve acesso
17/01/2018 - 07:40   Processo seletivo do Vale Universidade oferecerá 550 vagas em MS
17/01/2018 - 07:00   Homem é assassinado com cinco tiros enquanto caminhava por bairro
16/01/2018 - 15:22   APAE comprova desvio de mais R$ 20 mil, mas falta identificar R$ 300 mil do leilão
16/01/2018 - 15:06   Acusado de feminicídio em Três Lagoas é encontrado morto em SP
16/01/2018 - 15:04   Queen e Tina Turner estão na lista de homenageados do Grammy este ano
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 8171-8561 - Mande um whats!