Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Quinta-feira, 19 de Outubro de 2017





Satélite da Nasa pode ajudar a proteger regiões do Pantanal
Pesquisadores da UCBD fizeram estudo a partir de imagens de equipamento


16 de Junho de 2017 - 09:10           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

Satélite Landsat 8, utilizado para atividades de geoprocessamento - Foto: Divulgação/Nasa

 
 
Levantamento na Bacia do Alto Paraguai feito por pesquisadores da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB) pretende criar um segundo mapeamento da região para desenvolver políticas de proteção do Pantanal e planejamento de ocupação com atividades agropecuárias. Foram utilizadas imagens capturadas por satélite da Nasa para fazes o estudo.

A organização não-governamental (ONG) WWF faz monitoramento desde 2002 na região, mas os novos levantamentos teriam dados mais precisos. 

Representantes do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul), da Embrapa Gado de Corte, da Universidade Nacional do Paraguai e também do grupo Cerrado Pantanal da WWF-Brasil vão receber os resultados da pesquisa nesta segunda-feira (19), às 9h, no anfiteatro da UCBD, em Campo Grande.

"Esses dados devem auxiliar no planejamento da ocupação da região e na preservação do ecossistema, que inclui o Pantanal. Queremos difundir esse material para que sirva de insumo para pesquisas na graduação e na pós-graduação e também apresentá-lo ao poder público”, explicou o coordenador do projeto, Fábio Ayres.

Para obter o mapeamento do uso e da cobertura do solo, a equipe trabalhou entre janeiro a maio deste ano do lado brasileiro da Bacia do Alto Paraguai. Essa região representa 62% do complexo e inclui grande parte do Pantanal.

Foi utilizado o sistema de geoprocessamento com imagens registradas pelo satélite Landsat 8, que foram disponibilizadas pela Agência Espacial Americana (Nasa). As fotografias foram capturadas entre julho e agosto de 2016, época de seca.

"O relatório desenvolvido indicou as áreas ocupadas com atividades agropecuárias tanto na planície, quanto no planalto, chamadas de antrópicas, e também as áreas naturais da região. Além disso foi possível identificar a quantidade de água e até mesmo os pontos que foram vítimas de queimadas", informou nota oficial do grupo de pesquisadores.

EQUIPE

A pesquisa foi feita por meio da UCDB em parceria com a WWF-Brasil e ainda convênio com a Fundação Tuiuiú.

O estudo envolveu os professores Ana Paula Silva Teles e Fernando Jorge Correa Magalhães Filho, além de três acadêmicas de Engenharia Sanitária e Ambiental: Mariana Pereira, Milina de Oliveira e Maria Úrsula de Araújo.










Plantão

.
18/10/2017 - 14:26   Polícia investiga se dentista e empresário falsificaram atestados para encobrir crimes
18/10/2017 - 14:22   Cena da morte de Irene em ´A força do Querer´ bomba nas redes sociais
18/10/2017 - 14:19   Delegado diz que carta deixada por pai que matou filha não tem relação com o crime
18/10/2017 - 14:16   Campanha de doação de brinquedos "Compartilhe o Natal" é lançada amanhã
18/10/2017 - 14:15   Presos deverão pagar pela própria tornozeleira eletrônica
18/10/2017 - 14:13   Brasil conquista quatro ouros em olimpíada de astronomia e astronáutica
18/10/2017 - 14:12   PSB destitui líder pró-Temer e oposicionista assume bancada
18/10/2017 - 09:27   Ninguém acerta as seis dezenas e prêmio da Mega-Sena vai a R$ 4 milhões
18/10/2017 - 08:20   Pela 2ª vez no ano, governo autoriza reajuste nas tarifas postais dos Correios
18/10/2017 - 08:00   Pais tentam mobilizar cidade no interior por cirurgia de bebê
18/10/2017 - 08:00   Robozão da Gazin foi a atração principal nesta terça-feira em Itaporã
18/10/2017 - 07:30   Famílias de vítimas de voo da Chapecoense querem barrar estreia de documentário
18/10/2017 - 07:29   Nova diretoria do Simted de Itaporã toma posse no dia 28 de outubro
18/10/2017 - 07:28   Confusão por R$ 50 termina com homem esfaqueado em residência
18/10/2017 - 07:27   Grupo francês pode ter encontrado causa anatômica para a dislexia
18/10/2017 - 07:20   Falta de fiscalização aumenta risco de acidente nas estaduais
18/10/2017 - 07:19   Jovem sobrevive após levar pauladas, tiros, e ser enterrado com vida
18/10/2017 - 07:16   MS terá orçamento de R$ 14,4 bilhões em 2018
18/10/2017 - 07:15   Quarta-feira tem calor de 38ºC e pode chover à tarde em MS
18/10/2017 - 07:02   Odilon e Nelsinho seriam hoje os senadores eleitos por MS
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 8171-8561 - Mande um whats!