Contato: (67) 98186-1999 - Mande um whats!
Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018





Racismo é origem do atual formato das cidades brasileiras, dizem especialistas
É importante que o cidadão consiga participar ativamente das decisões sobre a cidade porque elas afetam as pessoas


10 de Julho de 2018 - 13:27           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

Racismo é origem do atual formato das cidades brasileiras, dizem especialistas

 
 
Especialistas apontam o racismo como o grande responsável pela divisão das cidades brasileiras da maneira como elas estão hoje: pobres e negros morando nas periferias e brancos ricos morando em bairros melhores.

O racismo como divisor das cidades foi tema de audiência pública realizada pela Comissão de Desenvolvimento Urbano da Câmara dos Deputados na quinta-feira (5/7).

A arquiteta Joice Berth lembrou que o problema começou justamente após a abolição da escravatura, no século XIX, quando foi editado o código de postura, com regras que proibiam a posse de terra por negros e uma legislação que facilitava a aquisição de terras por imigrantes europeus.

"O estruturador social é o racismo. Então, a gente tem que trabalhar a partir dele para pensar nessas desigualdades sociais que vão sendo espelhadas, produzidas e reproduzidas no espaço das nossas cidades.

Não tem como a gente falar em direito à cidade, em cidades sustentáveis sem considerar as desigualdades e a raiz delas, que são o racismo e o machismo."

A promotora de Justiça da Bahia Lívia Santana afirmou que, por falta de estrutura, a população negra nas periferias está mais vulnerável à violência e, por isso, o Estado precisa investir em equipamentos que garantam segurança, educação e lazer.

"Há necessidade realmente de se fazer uma participação ativa do Estado, mas também do cidadão. É importante que o cidadão consiga participar ativamente das decisões sobre a cidade porque elas afetam as pessoas.

Então, o direito à cidade ainda é, no nosso país, por conta do racismo institucional, um direito racialmente condicionado."

O deputado João Daniel (PT-SE) lembrou que existe uma dívida histórica no Brasil em relação aos negros e, por isso, políticas públicas de igualdade não devem sair da pauta de discussão da Câmara.

"O Brasil é um dos poucos países que fez legalmente a abolição, a libertação dos escravos, mas não fez a distribuição da terra, que é o grande problema desse país, não fez a reforma agrária, não fez a reforma urbana."

Um caso que mobilizou os movimentos sociais foi lembrado na audiência. No início deste ano, após pedido da prefeitura de Belo Horizonte, a Justiça autorizou o despejo de Vilma Eustáquia da Silva, de 73 anos, e a demolição da casa onde ela vivia desde que nasceu.

O município alega que o imóvel, comprado pelo pai dela quando trabalhou na construção de Belo Horizonte nos anos de 1920, é público.

A filha de Vilma, Heloiza Helena, esteve na Câmara e informou que o despejo foi suspenso pela prefeitura, mas em caráter provisório, enquanto a mãe for viva.

Ela informou que o IPTU do terreno onde está a casa da mãe está sendo pago desde 1930, o que indicaria o direito de propriedade de Vilma.


Por Agência Câmara Notícias










Plantão

.
14/08/2018 - 15:36   Claudia Rodrigues revela tratamento a base de maconha e anuncia volta aos palcos
14/08/2018 - 15:26   Após 13 anos, polícia prende envolvido em assalto ao BC de Fortaleza
14/08/2018 - 15:25   TRF3 determina recadastramento e distribuição regular de cestas básicas a famílias indígenas de MS
14/08/2018 - 15:21   Homem é multado em R$ 1,2 mil após ter caminhão apreendido com madeira ilegal
14/08/2018 - 15:20   ELEIÇÕES 2018 Bolsonaro é o sétimo a registrar candidatura à Presidência
14/08/2018 - 14:19   Com a parceria governo federal e governo do estado, Itaporã é contemplado com motoniveladora.
14/08/2018 - 13:00   Após denúncia policia civil prende homem que matou idoso no Assentamento Eldorado
14/08/2018 - 12:59   Ney Bulla convida toda população para prestigiar o 2° Arraia Fest de Montese
14/08/2018 - 12:06   Guincho do Exército tomba durante resgate de blindado; veja vídeo
14/08/2018 - 12:03   ESTUDO: Seis em cada dez crianças no Brasil vivem na pobreza, diz Unicef
14/08/2018 - 12:02   Campo-grandense é classificado para fase teórica da OBR 2018
14/08/2018 - 12:01   Aposentados começam a receber este mês 1ª parcela do décimo terceiro
14/08/2018 - 11:58   Estudo aponta duas cidades fronteiriças de MS como as mais violentas
14/08/2018 - 11:52   Jovem morre após escopeta disparar acidentalmente
14/08/2018 - 10:20   Amôedo registra e já são seis candidatos à presidência oficializados no TSE
14/08/2018 - 10:00   Gestores cobram da União percentual fixo para gastos com saúde
14/08/2018 - 09:40   Beneficio: Cotistas de todas as idades podem sacar o PIS/Pasep a partir de hoje
14/08/2018 - 09:33   Deputados devem analisar quatro Projetos de Lei nesta terça-feira
14/08/2018 - 09:29   Marcelo Bluma e João Alfredo registram candidatura ao Governo de MS
14/08/2018 - 09:20   Clandestinidade: Veículos são autuados por transporte irregular de passageiros
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 98186-1999 - Mande um whats!