Contato: (67) 98186-1999 - Mande um whats!
Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Sábado, 18 de Agosto de 2018





Presidente deve conversar até com ‘malandro’, diz FHC ao juiz Moro



12 de Junho de 2018 - 08:20           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

 
 

Ao depor nesta segunda-feira, dia 11 de junho, o ex-presidente da República, Fernando Henrique Cardoso, disse ao juiz federal Sérgio Moro que um presidente deve ouvir “malandros” no exercício do cargo. Na ocasião, FHC falou como testemunha do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no processo responsável por investigar o político petista por reformas executadas em um sítio em Atibaia (SP). As informações foram divulgadas pelo jornal O Globo.

Segundo a reportagem, a declaração de Fernando Henrique foi feita quando ele mencionou audiências que tinha, como presidente, com políticos e empresários. Inicialmente, a defesa de Lula perguntou a Fernando Henrique sobre encontros com Emilio Odebrecht, patriarca da empreiteira que leva o sobrenome de sua família.

O tucano afirmou ter conversado não só com empresários, mas com líderes sindicais e religiosos durante o período de seu mandato. De acordo com Fernando Henrique, na vida pública, não é possível escolher quem será seu interlocutor.

“É natural que o presidente se comunique com os representantes da sociedade. Tendo influência, ele deve falar. É parte da vida presidencial ouvir, conversar, discutir. MST, conversei inúmeras vezes. Sindicato, nem se fale. Igreja, nem se fale”, afirmou FHC durante depoimento, segundo o jornal carioca.

O ex-presidente, então, relembrou uma situação na qual ainda estava na Universidade de São Paulo (USP) para justificar que não se pode “discriminar” malandros.

“Mesmo o malandro, você sabe que ele é malandro, você não vai entrar na malandragem dele,” afirmou. “E ele não pode ser malandro o tempo todo, tem vez que não é. Ele não deve ser discriminado. Quem tem função pública tem a obrigação de ouvir, além de levar o país para a direção certa”, completou.

De acordo com O Globo, o depoimento do ex-político durou cerca de 30 minutos e levou em consideração outros temas, como a composição do ministério no presidencialismo de coalizão. Luiz Inácio Lula da Silva é acusado de ter dividido as esferas de influência dos partidos na base aliada na Petrobras com PP, MDB e PT, dividindo as diretorias da estatal com representantes dessas legendas.












Plantão

.
18/08/2018 - 11:25   Itaporã 1490 crianças devem serem vacinadas contra poliomielite e Sarampo
18/08/2018 - 09:54   Mayra Cardi doa cachorro e é criticada na web: "Lixo de pessoa"
18/08/2018 - 09:53   Feira de Aprendizagem estimula abertura de vagas de emprego
18/08/2018 - 09:51   Delegado aguarda laudo para saber se bebê internado no HU foi agredido
18/08/2018 - 09:50   Bandidos invadem loja de departamento em shopping
18/08/2018 - 09:49   Justiça manda sindicato manter 2/3 de professores em sala sob pena de multa diária de R$ 50 mil
18/08/2018 - 09:48   Questionamentos à candidatura de Lula serão redistribuídos no TSE
18/08/2018 - 09:47   Motoboy paraguaio é executado em Ponta Porã
18/08/2018 - 09:46   MPE pede bloqueio de bens de ex-prefeito de Rio Brilhante
18/08/2018 - 09:44   PM apreende carga de cigarros e volume de apreensões bate recorde no ano
18/08/2018 - 09:44   Dólar sobe e termina a semana acima de R$ 3,90
18/08/2018 - 09:42   TSE nega novo pedido de Lula para participar de debate na TV
18/08/2018 - 09:41   Seguradora lança programa de emprego para beneficiários do DPVAT
18/08/2018 - 09:34   Acesso à MS-228 entre Lampião Aceso e MS-184 é liberado parcialmente
18/08/2018 - 09:33   Capacitação para quem atuará no Enem em MS acontece amanhã
18/08/2018 - 09:32   Comitê da ONU pede que Lula participe de eleição
18/08/2018 - 09:31   Realidade aumentada é alternativa para aumentar produtividade do trabalhador
18/08/2018 - 09:27   Cassems aparece no ranking das melhores e maiores empresa do Brasil pelo 10º ano consecutivo
18/08/2018 - 09:25   Giovanna Ewbank exibe bumbum e impressiona fãs com biquíni cavado
18/08/2018 - 09:24   Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 23 milhões
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 98186-1999 - Mande um whats!