Contato: (67) 98186-1999 - Mande um whats!
Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Terça-feira, 22 de Janeiro de 2019





Polícia investiga se grávida morta em ritual satânico foi envenenada
O crime foi cometido no fim de julho


14 de Setembro de 2018 - 11:47           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

Polícia investiga se grávida morta em ritual satânico foi envenenada

 
 
A jovem Atyla Arruda Barbosa, de 20 anos, morta em Mongaguá, no litoral de São Paulo, pode ter sido envenenada pelos suspeitos durante um ritual satânico. A polícia investiga esta possibilidade, antes da vítima ter sido afogada.

De acordo com o G1, a Polícia Civil solicitou à Justiça a prorrogação da prisão de Sergio Ricardo Re da Mota, de 47 anos, e Simone Melo Koszegi, de 41.

O crime foi cometido no fim de julho. Atyla foi achada morta em uma praia de Mongaguá.

A polícia trabalhava com a hipótese de que ela havia sido vítima de um afogamento acidental, no entanto, descobriram que a jovem tinha em seu nome um seguro de vida no valor de R$ 260 mil.

A partir daí, as investigações concluíram que Atyla, que estava grávida de três meses, foi morta propositalmente, após o término da carência do seguro, para que o casal recebesse a indenização.

O delegado Ruy de Matos Pereira, responsável pelo caso, explicou que foi solicitada a renovação da prisão do casal. "Nós pedimos a prorrogação ou a expedição do mandado de prisão preventiva", explicou ele. Segundo ele, o pedido foi necessário, já que o resultados dos laudos do Instituto Médico Legal (IML) ainda não saíram.

Além disso, a polícia aguarda o resultado de laudos complementares solicitados ao IML.



Noticias ao minuto










Plantão

.
22/01/2019 - 18:27   Empresário paraguaio sequestrado na fronteira é resgatado em mata
22/01/2019 - 18:24   Esperando amputação, paciente aponta descaso em hospital da fronteira
22/01/2019 - 18:08   Músico itaporanense sucesso na Europa é destaque de jornal da TV Morena
22/01/2019 - 17:23   PMA autua infratora em R$ 4,2 mil por derrubada de árvores nativas em 14 hectares para plantio de lavoura
22/01/2019 - 17:12   Rede de Educação do Sesi no Estado alinha proposta pedagógica para ser aplicada neste ano
22/01/2019 - 16:59   Itaporã: Agência Municipal de Emprego tem uma vaga disponível para quarta-feira 23
22/01/2019 - 15:03   Pente-fino descobre que até dono de 9 carros recebe Bolsa Família em MS
22/01/2019 - 14:37   Empresário é sequestrado na fronteira e bandidos pedem R$ 70 mil
22/01/2019 - 14:35   Scanners para revista reforçam fiscalização em 5 presídios de MS
22/01/2019 - 14:31   Encontrado corpo de criança de 6 anos que se afogou no Rio Miranda
22/01/2019 - 13:20   Carga de cocaína apreendida na BR-463 poderia render até R$ 47 milhões no Brasil
22/01/2019 - 13:00   UEMS abre 630 vagas para Dourados no Sisu 2019
22/01/2019 - 12:40   IFMS divulga 2ª chamada para cursos técnicos integrados
22/01/2019 - 12:20   Fábrica de celulose seleciona 154 motoristas de caminhão tritrem
22/01/2019 - 11:50   Senai está com matrículas abertas para curso de pós-graduação em Design de Produto de Moda
22/01/2019 - 11:49   Operações da CCR MSVia auxiliam execução de obras e serviços na BR-163/MS
22/01/2019 - 11:22   PMA prende pescador paulista durante a operação piracema e apreende barco, motor, pescado e veículo
22/01/2019 - 11:09   BR-163: Sargento da Polícia Militar fica ferido após colisão entre carro e carreta
22/01/2019 - 11:04   Caravina será eleito presidente da Assomasul pela segunda vez
22/01/2019 - 10:54   Homem é preso após matar travesti e guardar coração: ´Era um demônio´
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 98186-1999 - Mande um whats!