Contato: (67) 98186-1999 - Mande um whats!
Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Quinta-feira, 13 de Dezembro de 2018





Mato Grosso do Sul deixou de produzir R$ 3,7 bi por conta de acidentes de trânsito
Valor corresponde ao que seria gerado pelo trabalho das vítimas


15 de Maio de 2018 - 10:45           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

Mato Grosso do Sul deixou de produzir R$ 3,7 bi por conta de acidentes de trânsito

 
 
Um estudo apontou que Mato Grosso do Sul deixou de produzir R$ 3,7 bilhões em 2017 por conta da violência no trânsito. Esse valor corresponde ao que seria gerado pelo trabalho das vítimas, caso não tivessem se acidentado. No ano passado, 625 pessoas morreram e outras 992 tiveram invalidez permanente no Estado, conforme o estatísticas do Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (Dpvat)

Conforme os cálculos do Centro de Pesquisa e Economia do Seguro (CPES), órgão da Escola Nacional de Seguros, que realizou o estudo, o valor deixado de produzir no Estado por conta dos acidentes representa 4,82% do Produto Interno Bruto (PIB) de Mato Grosso do Sul.

“O que mais chamou atenção é que o Brasil vinha de um período de queda dos indicadores de violência no trânsito. Mas, nesse último ano, os números dispararam, voltando ao cenário de 2015. E com características muito preocupantes: 90,5% das vítimas estão na fase economicamente ativa e mais de 74% dos acidentes envolvem motocicletas, fazendo com que 59% dos acidentados sejam os próprios condutores”, alerta a economista Natália Oliveira, do CPES, coordenadora do estudo.

O estudo aponta ainda um aumento expressivo do número de vítimas fatais e com invalidez permanente em Mato Grosso do Sul. De 991 em 2016 subiu para 1.617 no ano passado. Assim, o impacto total das perdas produtivas foi 63,2% maior no período.

Em todo o Brasil, a violência do trânsito provocou um impacto econômico de R$ 199 bilhões no ano passado, ou 3,04% do PIB nacional. As perdas correspondem a acidentes que mataram 41,1 mil pessoas e deixaram 42 mil com invalidez permanente no país. Na comparação com 2016, o impacto foi 35,5% maior.

Representando 27% da frota nacional de veículos, as motos são responsáveis pelo maior número de acidentes no Brasil e também de vítimas. Foram 285.662 sinistros no ano passado. Os homens respondem por 88% das indenizações por morte em acidentes com motocicletas. No caso de acidentes de motos que resultaram em sequelas permanentes, 79% das indenizações também foram para vítimas do sexo masculino.

“A motocicleta, que é a solução de muitos transtornos no trânsito e também o meio de transporte de classes menos favorecidas, está tirando de circulação uma boa parte da população economicamente ativa. Ainda não temos uma consciência para a utilização desse veículo. Faltam educação, fiscalização e respeito”, acrescenta Natália.

São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro lideram as estatísticas de perdas decorrentes dos acidentes de trânsito. O Centro-Oeste sofreu a maior perda em comparação com o PIB. O impacto da violência no trânsito consumiu 4,86% do PIB regional, seguido das regiões Nordeste (3,8%), Sul e Norte (3,4% cada).










Plantão

.
13/12/2018 - 10:01   Cirilo e Pepa são afastados pela Justiça e suplentes assumem hoje
13/12/2018 - 10:00   Operação contra tráfico e roubo termina com cinco presos em Dourados
13/12/2018 - 09:00   Vereadores de Itaporã votaram projeto que estabelece Diretrizes de Saneamento Básico no Município
13/12/2018 - 08:50   Artigo: Os diversos papéis das mulheres e a importância da empatia
13/12/2018 - 08:47   3 motivos para fazer o curso técnico em segurança do trabalho do Senai em Nova Andradina
13/12/2018 - 08:39   Para Fiems, reforma do aeroporto de Campo Grande vai fomentar indústria do turismo
13/12/2018 - 08:29   Longen diz que projeto sobre incentivos aprovado na Câmara atrairá mais indústrias para MS
13/12/2018 - 08:24   “Corrida e Caminhada Copasul” reuniu mais de 200 participantes
13/12/2018 - 08:22   Temperaturas vão ficar acima da média histórica entre dezembro e fevereiro
13/12/2018 - 07:59   Geraldo vai assumir a saúde e Murilo a infraestrutura
13/12/2018 - 07:48   Jovem de 15 anos morre ao ser atingida por raio em Amambaí
12/12/2018 - 19:26   Adolescente morre afogado durante banho com amigos em lagoa
12/12/2018 - 19:23   Delegado e vereadora de Itaporã propõe conscientização sobre violência doméstica e sexual
12/12/2018 - 16:52   Encontro discute combate à violência contra a mulher nos municípios de fronteira
12/12/2018 - 16:50   Murilo e Geraldo são cotados para assumir secretarias no governo Azambuja
12/12/2018 - 16:39   Homem rodeado por jacarés é resgatado de riacho em MS
12/12/2018 - 16:05   Catedral de Campinas celebra missa em homenagem às vítimas de ataque
12/12/2018 - 15:35   Dani Calabresa e Marcelo Adnet posam juntos em especial de humor
12/12/2018 - 14:38   PMA autua fazendeiro em R$ 13 mil por incêndio em vegetação de desmatamento ilegal pelo qual já havia sido autuado
12/12/2018 - 11:00   Crescem as exportações de arroz brasileiro
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 98186-1999 - Mande um whats!