Contato: (67) 98186-1999 - Mande um whats!
Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Terça-feira, 17 de Julho de 2018





Mais de 4,6 mil empresas emitiram 87 milhões de notas em MS
Em agosto de 2016 até o dia 27 de março de 2018, já foram emitidas mais de 87 milhões de NFC-e, sendo que atualmente são autorizadas uma média de 350 mil por dia.


13 de Abril de 2018 - 14:20           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

Mais de 4,6 mil empresas emitiram 87 milhões de notas em MS

 
 
Considerada uma inovação tecnológica, a Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica (NFC-e) já é realidade para 4.637 estabelecimentos comerciais nos 79 municípios do Mato Grosso do Sul. Desde o início da implantação do novo sistema, em agosto de 2016 até o dia 27 de março de 2018, já foram emitidas mais de 87 milhões de NFC-e, sendo que atualmente são autorizadas uma média de 350 mil por dia.

A emissão do documento fiscal é realizada em diversos locais como supermercados, magazines, lojas de cosméticos, roupas, sapatos, brinquedos, farmácias, mercearias, padarias, restaurantes, entre diversos outros estabelecimentos. Na prática, a NFC-e vem em substituição à Nota Fiscal de Venda ao Consumidor e ao Cupom Fiscal.

De acordo com o gestor da NFC-e, auditor fiscal da Receita Estadual, Edson Ochigame, somente na última faixa de empresas que passaram a emitir obrigatoriamente a nota eletrônica, ingressaram 1.559 estabelecimentos. Ochigame reforça que no MS ainda é possível emitir cupom fiscal não eletrônico até 1º de setembro de 2018, mas o processo de migração já é obrigatório para empresas com faixas de faturamento determinado.

“Essa nova faixa de faturamento – entre R$ 600 mil e R$ 1,8 milhão em receita bruta em 2017 – está obrigada, conforme o cronograma de implantação, desde o dia 1º de março a autorizar a venda por meio online. Em 1º de setembro de 2018 serão obrigados os estabelecimentos com receita bruta entre R$ 180 mil e R$ 600 mil e, finalmente, em 1º de março de 2019 aqueles com receita bruta anual entre R$ 81 mil e R$ 180 mil”, explica.

Emissões

Enquanto em janeiro de 2017 um total de 560 lojistas emitiram 1.234.518 notas, no mesmo mês de 2018 o número saltou para 3.459 emissores e 9.015.626 NFC-e. Em 2016, nos meses de outubro, novembro e dezembro foram 2.213.648 de notas fiscais do consumidor eletrônicas emitidas pelo varejo.

No ano de 2017, as autorizações fecharam em 58.689.285. Em 2018, somente no primeiro trimestre já foram emitidas 44% do total emitido em todo o ano passado, ou 26.502.186 até 31 de março de 2018.

Modernização

A NFC-e traz inúmeros benefícios ao fisco, empresas e consumidores. De acordo com o secretário de Estado de Fazenda, Guaraci Fontana, para o fisco estadual a principal vantagem é a chegada da informação de consumo em tempo real na base de dados do fisco. “Além disso, aperfeiçoa as vendas no varejo, a partir do momento que as torna flexíveis e ágeis, proporcionando um ganho de qualidade ao atendimento, bem como comodidade e segurança aos consumidores”, pontua.

Para o consumidor, as principais vantagens são a agilidade e a segurança na compra. Isso porque reduz filas de checkout através da distribuição de pontos de venda, até em locais fisicamente separados das tradicionais ilhas de caixas, bem como oferece a possibilidade de verificação em tempo real da validade da compra realizada, pela leitura do QR Code. A NFC-e permite ainda o envio do documento via e-mail, SMS e até mesmo pelas redes sociais, tudo em tempo real, admitindo a possibilidade de o consumidor efetuar o controle e o gerenciamento de suas notas pessoais.


Portal MS










Plantão

.
16/07/2018 - 15:00   Fronteira: Assaltantes em veículos brasileiros roubam carro forte no Paraguai
16/07/2018 - 14:56   São Gabriel do Oeste: Rifle, munições e facas são apreendidas e caçador é preso
16/07/2018 - 14:55   Suspensa resolução da ANS sobre coparticipação em planos de saúde
16/07/2018 - 14:54   Em sua 5ª edição, Batalha de Bandas abre inscrições para bandas autorais
16/07/2018 - 14:42   PMA leva conscientização ambiental durante a Feira Indígena
16/07/2018 - 14:40   Facção tentou contratar ´Lúcifer´ para matar inimigo em presídio
16/07/2018 - 14:39   Banco estatal alcança 76,8 milhões de contas poupança
16/07/2018 - 13:25   Diarista tem aparelho celular furtado enquanto fazia faxina em Itaporã
16/07/2018 - 11:57   Agentes Comunitárias de Saúde de Itaporã recebem festa em homenagens pelos 20 anos
16/07/2018 - 11:16   Menina de 11 anos é estuprada por primo após pais saírem para beber
16/07/2018 - 11:00   Morador de Rondonópolis é preso em Coronel Sapucaia com 17 kg de Maconha
16/07/2018 - 10:51   CCR MSVia informa os pontos de pare-e-siga na BR-163/MS
16/07/2018 - 10:48   Entra Vigor: Uso do eSocial passa a ser obrigatório para todas as empresas
16/07/2018 - 10:47   Consulta do saldo do PIS-Pasep com valor reajustado começa hoje
16/07/2018 - 10:45   Daniella Cicarelli exibe braços fortes e ganha elogios de seguidores
16/07/2018 - 10:44   Seleção francesa chega nesta manhã a Paris e será homenageada
16/07/2018 - 10:42   BUSCAS: Pai busca notícias sobre filho adolescente desaparecido
16/07/2018 - 10:40   Abevê realiza sorteio de veículo 0km no próximo sábado
16/07/2018 - 10:39   Pistoleiro invade residência e executa pedreiro
16/07/2018 - 10:37   Senado aprova lei de Marçal que garante tratamento das doenças raras pelo SUS
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 98186-1999 - Mande um whats!