Contato: (67) 98186-1999 - Mande um whats!
Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Terça-feira, 16 de Outubro de 2018





Índice de avaliação nas rodovias de MS obtém melhora de até 4% na qualidade
Período analisado é relativo aos anos de 2016 e 2018 em todo país


09 de Outubro de 2018 - 15:40           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

Índice de avaliação nas rodovias de MS obtém melhora de até 4% na qualidade

 
 
Nesta quarta-feira (10), o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), divulga um estudo realizado entre os anos de 2016 e 2018, que avalia as condições das rodovias federais pavimentadas em todo Brasil.

A metodologia utilizada é o Índice de Condição da Manutenção (ICM), o qual mensura a qualidade das rodovias sob responsabilidade da autarquia. Mato Grosso do Sul conta com 3 mil quilômetros de vias federais. 

Preliminarmente, o DNIT informou que o percentual de trechos ruins diminuiu de 12% para 8%; a malha regular aumentou de 21% para 24% e a parte considerada boa permaneceu em 53% nas duas avaliações.

CRITÉRIO DE AVALIAÇÃO

Os critérios para avaliação do pavimento levam em consideração a ocorrência e frequência de defeitos no pavimento. Já, os critérios para avaliação da conservação, levam em consideração a situação da roçada (altura da vegetação), da drenagem (dispositivos superficiais) e da sinalização (elementos verticais e horizontais). 

O ICM é obtido a partir da soma do índice do pavimento, que tem maior peso (70%), com o índice da conservação. Se o ICM é menor do que 30, a rodovia apresenta Bom estado de manutenção e requer apenas serviços de conserva rotineira. Se o valor do ICM  estiver entre 30 e 50, a rodovia apresenta situação Regular e requer serviços de conserva leve.

 Se o ICM estiver entre 50 e 70, a rodovia está em estado Ruim de manutenção e requer serviços de conserva pesada – nível 1. Se o ICM for maior que 70, a rodovia é considerada em estado Péssimo, o que requer serviços de conserva pesada nível 2 (mais profunda).



Correio do Estado










Plantão

.
16/10/2018 - 16:40   Servidora pública do TRE/MS foi encontrada em Caarapó
16/10/2018 - 14:33   TRE-MS quer explicação sobre alunos da rede pública em propaganda para o Senado
16/10/2018 - 14:20   Ana Maria Braga briga na justiça por direito autoral de Louro José
16/10/2018 - 14:00   Familiares continuam na busca por mulher desaparecida e criticam falsos alertas
16/10/2018 - 13:17   Em Campo Grande,vendedor de MS é preso por abusar de menino
16/10/2018 - 13:00   Sicredi Centro-Sul MS realiza 3º sorteio da promoção
16/10/2018 - 12:40   TSE manda retirar do ar vídeos sobre kit gay ligados à gestão Haddad
16/10/2018 - 12:20   Clube do Litoral Central abre o 5º Fesdom amanhã
16/10/2018 - 12:00   Disputa pelo senado custou entre R$ 0,10 e R$ 3,47 por voto em MS
16/10/2018 - 11:20   Professor morre após acidente e mais de 20 dias internado
16/10/2018 - 11:10   Dupla capota carro carregado com maconha após perseguição em Dourados
16/10/2018 - 11:00   Celulose e carnes de bovinos e aves alavancam exportações de industrializados de MS
16/10/2018 - 10:50   IEL encerra sexta-feira inscrições do workshop para capacitação de líderes em Dourados
16/10/2018 - 10:40   Polícia descobre autora de tratamento estético que matou mulher no Rio
16/10/2018 - 10:30   Concurso público com salários de até R$ 2,6 mil convoca candidatos para prova de títulos
16/10/2018 - 10:20   Mercosul repudia atos na Nicarágua e adverte sobre risco à democracia
16/10/2018 - 10:10   Eleições estaduais pesam na escolha dos partidos por neutralidade
16/10/2018 - 10:00   Seleções do Brasil e da Argentina jogam nesta terça-feira na Arábia Saudita
16/10/2018 - 09:50   Rafaella, Irmã de Neymar é indiciada por falsidade ideológica
16/10/2018 - 09:44   Jornalista Gil Gomes morre aos 78 anos em São Paulo
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 98186-1999 - Mande um whats!