Contato: (67) 98186-1999 - Mande um whats!
Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Domingo, 24 de Junho de 2018





Fronteira volta a ser bloqueada por caminhoneiros em protesto contra governo
É a segunda vez que o trânsito na fronteira é bloqueado, só nesta semana; o primeiro protesto começou no dia 9 e durou cerca de 30 horas


12 de Janeiro de 2018 - 09:34           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

Fronteira volta a ser bloqueada por caminhoneiros em protesto contra governo

 
 

Caminhoneiros bolivianos voltaram a fechar a fronteira do país com o Brasil, nas cidades de Corumbá e Puerto Quijarro, no início da madrugada desta sexta-feira (12). O fluxo de veículos foi interrompido no local e a passagem de pessoas só é permitida a pé.

A manifestação, segundo informações do site Diário Corumbaense, tem como objetivo pressionar o governo de Evo Morales a revogar artigos da Lei 1.005, o Código Penal do país vizinho, que de acordo com os manifestantes, afetam diretamente o setor de transportes.

Protestos estão sendo realizados nas principais cidades do país e nas fronteiras. Ainda de acordo com o site, entidades estudantis e civis organizadas prometem também paralisar a cidade de Santa Cruz de la Sierra. Representantes dos sindicatos dos taxistas, mototaxistas e da Associação de Blocos Carnavalescos, também podem aderir ao protesto.

Esta é a segunda vez que o trânsito na fronteira é bloqueado, só nesta semana. O primeiro protesto aconteceu na primeira hora da última terça-feira (9) e durou cerca de 30 horas, voltando ao normal somente na tarde do dia seguinte.

Na ocasião, Angél Saavedra, presidente da Associação de Transporte Pesado de Arroyo Concepción (distrito fronteiriço de Puerto Quijarro), defendeu que a nova legislação aumenta, por exemplo, as sanções por homicídio culposo durante condução de veículo, além de prever o ressarcimento de danos e outras providências. Não previsão para liberação do tráfego de veículos no local.











Plantão

.
23/06/2018 - 14:22   PRF apreendeu 41 armas de fogo na última semana
23/06/2018 - 14:18   Motociclista perde os dentes após colidir moto em carro estacionado
23/06/2018 - 14:16   Hamilton confirma melhor desempenho e crava pole no GP da França
23/06/2018 - 14:14   Douglas Costa sofre lesão muscular na coxa e não enfrenta a Sérvia
23/06/2018 - 14:00   Jovens nascidos em 2000 devem fazer o alistamento militar
23/06/2018 - 13:56   Homem morre em Dourados após acidente na BR-163
23/06/2018 - 09:50   Sistema informatizado propõe auxilio ao produtor rural na gestão de risco
23/06/2018 - 09:45   Acelerador linear do Hospital do Câncer será inauguração em julho
23/06/2018 - 09:44   Jovem de 24 anos comete suicídio na Vila União em Itaporã
23/06/2018 - 09:30   DOF prende casal tentando levar 273 quilos de maconha para a Bahia
23/06/2018 - 09:20   Governo vai investir R$ 33 milhões em ampliação do Hospital Regional
23/06/2018 - 09:10   Ministro Fachin arquiva pedido de liberdade do ex-presidente Lula
23/06/2018 - 09:00   Deputados estão divididos sobre o rumo da aliança do partido em MS
23/06/2018 - 08:54   Famasul e Sejusp firmam parceria para prevenção de incêndios
23/06/2018 - 08:50   Em Mato Grosso do Sul, 17 estão sob proteção por correrem risco de morte
23/06/2018 - 08:40   Obras do Terminal Intermodal de Cargas vão continuar paradas na Capital
23/06/2018 - 08:27   Estado deve quase R$ 1 bilhão em precatórios e chama 1.378 credores
22/06/2018 - 16:20   Deputado Renato Câmara é entrevistado no Programa Espaço Aberto, com Amarildo Ricci
22/06/2018 - 15:51   Senai irá propor à Aneel auxílio em auditorias do Programa de Eficiência Energética
22/06/2018 - 15:45   Obras e serviços na BR-163/MS exigem pare-e-siga da CCR MSVia
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 98186-1999 - Mande um whats!