Contato: (67) 98186-1999 - Mande um whats!
Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Terça-feira, 20 de Novembro de 2018





Ex-diretora da Fetems foi morta a facadas pelo próprio neto e amigo dele
Os dois se declaram psicopatas e foram passear no shopping depois do crime


14 de Setembro de 2018 - 09:34           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

Ex-diretora da Fetems foi morta a facadas pelo próprio neto e amigo dele

 
 
Dois adolescentes de 17 anos foram apreendidos nesta quinta-feira (13), suspeitos de matar Maria Ildonei Lima, 70 anos, na casa dela, no Jardim Leblon, no dia 1º deste mês, em Campo Grande. Os dois, sendo um o próprio neto, planejaram o crime no colégio e foram passear no shopping depois do ato.

Conforme o delegado Giuliano Carvalho Biacio, da 6ª DP, no Tijuca, os menores confessaram o crime e se intitulam como psicopatas.

Ainda segundo Biacio, os dois se encontraram na escola e disseram que naquele dia estavam com vontade de matar alguém. Eles fariam uma escolha aleatória, quando o neto lembrou de uma briga familiar antiga e apontou a avó como vítima.

Os dois foram até a casa dela, na noite de sábado, onde Maria Ildonei abriu o portão, e passaram cerca de uma hora na casa. O crime já estava decidido, inclusive porque eles levaram luvas cirúrgicas para não deixarem rastros.

A dupla, segundo a polícia, conversou bastante com Ildonei. Eles tomaram suco, inclusive um deles até lavou a louça da pia. O parente contou que, enquanto conversava com a avó na mesa, o amigo estava próximo a pia, já com a faca na cintura.
2018-09-13-ILDONEI_FETEMS2
Delegado diz que crime é chocante pela frieza dos suspeitos ©Wesley Ortiz
Em dado momento, diz Biácio, o amigo do neto viu a vítima de costas e a golpeou no pescoço. Na sequência, o neto a esfaqueou no abdômem. No relato dois dois, antes de morrer, Maria Ildonei teria percebido que algo estava errado, já que os dois demonstraram nervosismo, como tremor.

Assim que concluíram o crime, os adolescentes limparam a cena do assassinato e usaram o sangue da vítima para escrever a data do crime em taças de vinho. O objetivo, segundo o depoimento deles, era fazer parecer um ritual satânico.

Minutos depois, os suspeitos foram para um shopping na avenida Ernesto Geisel. O delegado diz que os dois apresentam muita frieza e teriam relatado que não usaram droga nem beberam naquele dia.

A polícia já trabalhava com a hipótese do crime ter sido cometido por alguém conhecido, já que não há marcas de arrombamento na residência.

´´Porque não houve obstrução para entrar na residência. É um crime que choca, não é normal alguém acordar com vontade de matar´´, analisa o delegado. 

Na casa do amigo, foram encontradas arma de brinquedo, quatro facas, um punhal, canivete, crucifixo com caveiras, soco inglês e revistas cujo tema era psicopatia.

As famílias dos suspeitos disseram que eles nunca tiveram registro de violência na escola e não tem passagem pela polícia.

Os dois serão levados para a Unei, onde ficarão apreendidos provisoriamente por até 45 dias. A pena máxima, por serem menores de idade, é de três anos de internação ou até completarem 21 anos.

A morte

A professora e ex-diretora da (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), Maria Ildonei Lima Pedra, 70, foi encontrada morta em sua casa na noite de sábado (01), no Jardim Leblon em Campo Grande. A casa de Ildonei estava revirada com o portão aberto e, a professora foi encontrada morta na cozinha da residência.

Um filho da professora tentou contato com a mãe no sábado, e como não conseguiu, um irmão da professora então foi até a casa, encontrou o portão aberto e Maria Ildonei já sem vida dentro da residência, que estava toda revirada. Junto ao corpo foi encontrado um crucifixo.

Fonte: TopMidiaNews










Plantão

.
20/11/2018 - 22:05   Alexandre Mantovani é eleito presidente da OAB em Dourados
20/11/2018 - 21:54   Futuro ministro da saúde Mandetta diz que ´Mais Médico´ parecia convênio entre Cuba e PT
20/11/2018 - 16:43   João Batista de Camargo é reconduzido à Presidência do Sindical
20/11/2018 - 15:05   Vereadora Marlei do Hospital sugere instalação de cestos ecológicos em bocas de lobo
20/11/2018 - 12:12   Repórter da Globo, Fabíola Andrade nega assédio e diz que colega a procurou
20/11/2018 - 12:10   Por que os meninos adolescentes precisam de um especialista
20/11/2018 - 12:07   Homem que energizou cerca onde menor morreu é preso em flagrante por homicídio
20/11/2018 - 12:07   Pare-e-siga da CCR MSVia auxilia execução de serviços na BR-163/MS
20/11/2018 - 11:58   Na reta final para o desligamento do sinal analógico, Seja Digital reforça ações em Dourados e região
20/11/2018 - 11:53   Senai de Corumbá oferece especialização técnica em segurança do trabalho para a construção civil
20/11/2018 - 10:25   Adolescente de 16 anos, com várias passagens pela polícia é encontrado morto em Itaporã
20/11/2018 - 09:44   URGENTE: Corpo é encontrado às margens de estrada em Itaporã
20/11/2018 - 09:41   Em Dourados, adolescente morre ao tocar em cerca elétrica na aldeia Bororó
20/11/2018 - 09:37   Sobrinho de prefeito de MS é sequestrado e executado no Paraguai
20/11/2018 - 08:40   Brasil encara Camarões em último amistoso do ano
20/11/2018 - 08:30   URGÊNCIA Senadores tentam votar projeto que enfraquece a Lei da Ficha Limpa
20/11/2018 - 08:20   Programa Mais Médicos oferece 8.517 vagas a partir de quarta-feira
20/11/2018 - 08:01   Nasce no Rio o pequeno Rael, filho de Isis Valverde e André Resende
20/11/2018 - 08:00   Estudantes têm até sexta-feira para renovar contrato do Fies
20/11/2018 - 07:50   Motorista briga em tabacaria, foge, bate em 4 carros, mas acaba solta
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 98186-1999 - Mande um whats!