Contato: (67) 98186-1999 - Mande um whats!
Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018





Esquema de sonegação de imposto de grãos causou prejuízo de R$ 44 milhões a MS



08 de Agosto de 2018 - 18:27           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

 
 

Operação realizada nesta quarta-feira (8) revela que o estado de Mato Grosso do Sul teve, pelo menos, prejuízo de R$ 44 milhões com a sonegação de impostos com grãos. A informação foi repassada durante coletiva de imprensa nesta tarte pelo do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público Estadual, em Campo Grande.

Foram dois anos de investigações que começaram por meio de denúncia feita pela Secretaria Estadual de Fazenda do Governo do Estado.

Produtores rurais usavam corretoras de grãos em um esquema para sonegar impostos. Eles contratavam empresas especializadas na emissão de notas frias e as trocavam durante o transporte de grãos no intuíto de pagar menos impostos.

Conforme constatou o Gaeco, participavam do esquema produtores rurais, corretores, transportadoras, empresas de corretagem de grãos e servidores públicos.

Para não pagar o imposto, era feita uma nota fiscal em que o grão produzido em MS seria vendido para o próprio Estado, no entanto, o transportador recebia uma outra nota fiscal e caso fosse abordado apresentava o documento informando que a carga apenas estava de passagem por MS. Ou seja, como se o grão fosse de outro Estado e seria encaminhado a outra unidade de federação.

Conforme o Gaeco, 32 mandados de prisão preventiva e 104 mandados de busca e apreensão foram realizados nos Estados de Mato Grosso do Sul, Paraná, São Paulo, Goiás, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Mato Grosso.

O nome das empresas não foram divulgadas para não atrapalhar as investigações, que continuam.











Plantão

.
14/08/2018 - 15:36   Claudia Rodrigues revela tratamento a base de maconha e anuncia volta aos palcos
14/08/2018 - 15:26   Após 13 anos, polícia prende envolvido em assalto ao BC de Fortaleza
14/08/2018 - 15:25   TRF3 determina recadastramento e distribuição regular de cestas básicas a famílias indígenas de MS
14/08/2018 - 15:21   Homem é multado em R$ 1,2 mil após ter caminhão apreendido com madeira ilegal
14/08/2018 - 15:20   ELEIÇÕES 2018 Bolsonaro é o sétimo a registrar candidatura à Presidência
14/08/2018 - 14:19   Com a parceria governo federal e governo do estado, Itaporã é contemplado com motoniveladora.
14/08/2018 - 13:00   Após denúncia policia civil prende homem que matou idoso no Assentamento Eldorado
14/08/2018 - 12:59   Ney Bulla convida toda população para prestigiar o 2° Arraia Fest de Montese
14/08/2018 - 12:06   Guincho do Exército tomba durante resgate de blindado; veja vídeo
14/08/2018 - 12:03   ESTUDO: Seis em cada dez crianças no Brasil vivem na pobreza, diz Unicef
14/08/2018 - 12:02   Campo-grandense é classificado para fase teórica da OBR 2018
14/08/2018 - 12:01   Aposentados começam a receber este mês 1ª parcela do décimo terceiro
14/08/2018 - 11:58   Estudo aponta duas cidades fronteiriças de MS como as mais violentas
14/08/2018 - 11:52   Jovem morre após escopeta disparar acidentalmente
14/08/2018 - 10:20   Amôedo registra e já são seis candidatos à presidência oficializados no TSE
14/08/2018 - 10:00   Gestores cobram da União percentual fixo para gastos com saúde
14/08/2018 - 09:40   Beneficio: Cotistas de todas as idades podem sacar o PIS/Pasep a partir de hoje
14/08/2018 - 09:33   Deputados devem analisar quatro Projetos de Lei nesta terça-feira
14/08/2018 - 09:29   Marcelo Bluma e João Alfredo registram candidatura ao Governo de MS
14/08/2018 - 09:20   Clandestinidade: Veículos são autuados por transporte irregular de passageiros
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 98186-1999 - Mande um whats!