Contato: (67) 98186-1999 - Mande um whats!
Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Terça-feira, 22 de Janeiro de 2019





Esquema de sonegação de imposto de grãos causou prejuízo de R$ 44 milhões a MS



08 de Agosto de 2018 - 18:27           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

 
 

Operação realizada nesta quarta-feira (8) revela que o estado de Mato Grosso do Sul teve, pelo menos, prejuízo de R$ 44 milhões com a sonegação de impostos com grãos. A informação foi repassada durante coletiva de imprensa nesta tarte pelo do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público Estadual, em Campo Grande.

Foram dois anos de investigações que começaram por meio de denúncia feita pela Secretaria Estadual de Fazenda do Governo do Estado.

Produtores rurais usavam corretoras de grãos em um esquema para sonegar impostos. Eles contratavam empresas especializadas na emissão de notas frias e as trocavam durante o transporte de grãos no intuíto de pagar menos impostos.

Conforme constatou o Gaeco, participavam do esquema produtores rurais, corretores, transportadoras, empresas de corretagem de grãos e servidores públicos.

Para não pagar o imposto, era feita uma nota fiscal em que o grão produzido em MS seria vendido para o próprio Estado, no entanto, o transportador recebia uma outra nota fiscal e caso fosse abordado apresentava o documento informando que a carga apenas estava de passagem por MS. Ou seja, como se o grão fosse de outro Estado e seria encaminhado a outra unidade de federação.

Conforme o Gaeco, 32 mandados de prisão preventiva e 104 mandados de busca e apreensão foram realizados nos Estados de Mato Grosso do Sul, Paraná, São Paulo, Goiás, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Mato Grosso.

O nome das empresas não foram divulgadas para não atrapalhar as investigações, que continuam.











Plantão

.
22/01/2019 - 17:23   PMA autua infratora em R$ 4,2 mil por derrubada de árvores nativas em 14 hectares para plantio de lavoura
22/01/2019 - 17:12   Rede de Educação do Sesi no Estado alinha proposta pedagógica para ser aplicada neste ano
22/01/2019 - 16:59   Itaporã: Agência Municipal de Emprego tem uma vaga disponível para quarta-feira 23
22/01/2019 - 15:03   Pente-fino descobre que até dono de 9 carros recebe Bolsa Família em MS
22/01/2019 - 14:37   Empresário é sequestrado na fronteira e bandidos pedem R$ 70 mil
22/01/2019 - 14:35   Scanners para revista reforçam fiscalização em 5 presídios de MS
22/01/2019 - 14:31   Encontrado corpo de criança de 6 anos que se afogou no Rio Miranda
22/01/2019 - 13:20   Carga de cocaína apreendida na BR-463 poderia render até R$ 47 milhões no Brasil
22/01/2019 - 13:00   UEMS abre 630 vagas para Dourados no Sisu 2019
22/01/2019 - 12:40   IFMS divulga 2ª chamada para cursos técnicos integrados
22/01/2019 - 12:20   Fábrica de celulose seleciona 154 motoristas de caminhão tritrem
22/01/2019 - 11:50   Senai está com matrículas abertas para curso de pós-graduação em Design de Produto de Moda
22/01/2019 - 11:49   Operações da CCR MSVia auxiliam execução de obras e serviços na BR-163/MS
22/01/2019 - 11:22   PMA prende pescador paulista durante a operação piracema e apreende barco, motor, pescado e veículo
22/01/2019 - 11:09   BR-163: Sargento da Polícia Militar fica ferido após colisão entre carro e carreta
22/01/2019 - 11:04   Caravina será eleito presidente da Assomasul pela segunda vez
22/01/2019 - 10:54   Homem é preso após matar travesti e guardar coração: ´Era um demônio´
22/01/2019 - 10:24   Hoje é dia de bife acebolado no Restaurante e Choperia Rei dos Espetos
22/01/2019 - 09:18   ´Sebinho´ foi mentor de assalto em Ivinhema, diz Defron
22/01/2019 - 09:06   Em Nova Andradina, motociclista avança a preferencial e é atingido por tenente da PM
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 98186-1999 - Mande um whats!