Contato: (67) 98186-1999 - Mande um whats!
Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Terça-feira, 15 de Janeiro de 2019





Em MS, PF mira traficantes que lavavam dinheiro com doleiro da Lava Jato
Operação Efeito Dominó acontece nesta terça-feira em mais seis estados


15 de Maio de 2018 - 11:08           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

Em MS, PF mira traficantes que lavavam dinheiro com doleiro da Lava Jato

 
 
A Polícia Federal de Curitiba (PR) deflagrou nesta manhã a Operação Efeito Dominó, desdobramento da Operação Espectrum realizada no ano passado, que desarticulou quadrilha do tráfico de internacional de drogas e lavagem de dinheiro chefiada por Luiz Carlos da Rocha, o Cabeça Branca, um dos maiores fornecedores de entorpecentes da América do Sul.

A ação mira alvos em Campo Grande e Dourados, onde deve haver prisões, além de Amambai, bem como em outras oito cidades nos estados do Rio de Janeiro, Pernambuco, Ceará, Paraíba, Distrito Federal e São Paulo. Ao todo, 90 policiais cumprem 18 mandados de busca e apreensão, cinco de prisão preventiva e três de prisão temporária.

Segundo nota divulgada pela PF, durante a investigação foi possível identificar uma complexa e organizada estrutura destinada à lavagem de recursos provenientes do tráfico internacional de entorpecentes. De um lado, “clientes doleiros” tinham a necessidade de grande volume de reais em espécie para o pagamento de propinas e de outro, traficantes internacionais como Cabeça Branca tinham disponibilidade de recursos em moeda nacional e necessitavam de dólares para efetuar as transações com fornecedores de cocaína.

Dentro das estruturas investigadas neste caso, verificou-se a atuação concreta e direta de dois operadores financeiros (doleiros) já conhecidos de operações anteriores da Polícia Federal – Operação Farol da Colina (Caso Banestado) e Operação Lava Jato. Ambos foram alvos de tais investigações pelas práticas dos mesmos crimes ora investigados.

Quanto ao operador financeiro já investigado na Lava Jato, chama atenção o fato de ter retornando às suas atividades ilegais mesmo tendo firmado acordo de colaboração premiada com a Procuradoria Geral da República (PGR), posteriormente homologado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). A PGR e o STF serão comunicados sobre a prisão do réu para avaliação quanto à quebra do acordo firmado.

O trabalho tem o objetivo de reunir informações complementares da prática dos crimes de lavagem de dinheiro, contra o Sistema Financeiro Nacional, organização criminosa e associação para o tráfico internacional de entorpecentes.

A denominação “Efeito Dominó” é uma alusão ao fato de existir um efeito em cascata no tráfico pois, por se tratar de crime que visa lucro, o dinheiro ilícito amealhado, especialmente no grande volume identificado nesta operação, necessita de forte estrutura de lavagem de dinheiro, consistente na movimentação de recursos em espécie no país com a intervenção de operadores financeiros.

A referência também se baseia na identificação dos procedimentos sobrepostos de lavagem de dinheiro identificados, sempre com o objetivo de ocultar a origem e o real beneficiário dos recursos provenientes do tráfico internacional de drogas. Os presos serão conduzidos à Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, onde permanecerão à disposição da Justiça Federal.



Correio do Estado










Plantão

.
15/01/2019 - 20:24   Homem é executado com 13 tiros enquanto esperava conserto de veículo
15/01/2019 - 20:22   Interno do semiaberto de Dourados é morto em briga de facções
15/01/2019 - 20:07   Radar flagra Porsche a 113 km por hora nos altos da Afonso Pena
15/01/2019 - 20:04   Suspeito de matar merendeira no Caiobá tem prisão preventiva decretada
15/01/2019 - 20:00   Motorista de bitrem descreve “cena de horror´ em acidente com ônibus
15/01/2019 - 19:57   Governo diz não ter sido notificado de decisão que obriga a retomar concurso da polícia civil
15/01/2019 - 19:56   Bombeiros Militar em Dourados atende ocorrência de pessoa desaparecida
15/01/2019 - 18:49   Com decreto, pessoas acima de 25 anos podem ter até 4 armas de fogo
15/01/2019 - 17:00   Identificado motorista que morreu em acidente entre ônibus e bitrem
15/01/2019 - 17:00   Macri e Bolsonaro devem discutir amanhã Mercosul e crise na Venezuela
15/01/2019 - 16:40   MP de Goiás apresenta segunda denúncia contra João de Deus
15/01/2019 - 16:20   Período de Declaração de Faturamento para MEI já começou
15/01/2019 - 16:07   Estelionatário promete comprar Fiat Siena de morador de Itaporã, e desaparece com veículo
15/01/2019 - 15:52   Cães encontram drogas em fundo falso de veículo
15/01/2019 - 15:52   Acidente entre ônibus e carreta deixa vítima fatal na BR-163
15/01/2019 - 15:50   Ação do Gaeco terminou com seis pessoas presas
15/01/2019 - 15:47   ‘Pescaria’ em Dourados rendeu mesada de R$ 30 mil, Jeep e até cirurgia plástica a investigados
15/01/2019 - 15:44   Calor de 37,7ºC faz de Aquidauana uma das cidades mais quentes do Brasil
15/01/2019 - 12:26   Amambaí: Câmara de Vereadores passará a atender em novo horário
15/01/2019 - 12:18   PMA prende pela 3ª vez pescador profissional pescando com redes com sua filha adolescente
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 98186-1999 - Mande um whats!