Contato: (67) 98186-1999 - Mande um whats!
Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Terça-feira, 23 de Outubro de 2018





Em MS, PF mira traficantes que lavavam dinheiro com doleiro da Lava Jato
Operação Efeito Dominó acontece nesta terça-feira em mais seis estados


15 de Maio de 2018 - 11:08           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

Em MS, PF mira traficantes que lavavam dinheiro com doleiro da Lava Jato

 
 
A Polícia Federal de Curitiba (PR) deflagrou nesta manhã a Operação Efeito Dominó, desdobramento da Operação Espectrum realizada no ano passado, que desarticulou quadrilha do tráfico de internacional de drogas e lavagem de dinheiro chefiada por Luiz Carlos da Rocha, o Cabeça Branca, um dos maiores fornecedores de entorpecentes da América do Sul.

A ação mira alvos em Campo Grande e Dourados, onde deve haver prisões, além de Amambai, bem como em outras oito cidades nos estados do Rio de Janeiro, Pernambuco, Ceará, Paraíba, Distrito Federal e São Paulo. Ao todo, 90 policiais cumprem 18 mandados de busca e apreensão, cinco de prisão preventiva e três de prisão temporária.

Segundo nota divulgada pela PF, durante a investigação foi possível identificar uma complexa e organizada estrutura destinada à lavagem de recursos provenientes do tráfico internacional de entorpecentes. De um lado, “clientes doleiros” tinham a necessidade de grande volume de reais em espécie para o pagamento de propinas e de outro, traficantes internacionais como Cabeça Branca tinham disponibilidade de recursos em moeda nacional e necessitavam de dólares para efetuar as transações com fornecedores de cocaína.

Dentro das estruturas investigadas neste caso, verificou-se a atuação concreta e direta de dois operadores financeiros (doleiros) já conhecidos de operações anteriores da Polícia Federal – Operação Farol da Colina (Caso Banestado) e Operação Lava Jato. Ambos foram alvos de tais investigações pelas práticas dos mesmos crimes ora investigados.

Quanto ao operador financeiro já investigado na Lava Jato, chama atenção o fato de ter retornando às suas atividades ilegais mesmo tendo firmado acordo de colaboração premiada com a Procuradoria Geral da República (PGR), posteriormente homologado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). A PGR e o STF serão comunicados sobre a prisão do réu para avaliação quanto à quebra do acordo firmado.

O trabalho tem o objetivo de reunir informações complementares da prática dos crimes de lavagem de dinheiro, contra o Sistema Financeiro Nacional, organização criminosa e associação para o tráfico internacional de entorpecentes.

A denominação “Efeito Dominó” é uma alusão ao fato de existir um efeito em cascata no tráfico pois, por se tratar de crime que visa lucro, o dinheiro ilícito amealhado, especialmente no grande volume identificado nesta operação, necessita de forte estrutura de lavagem de dinheiro, consistente na movimentação de recursos em espécie no país com a intervenção de operadores financeiros.

A referência também se baseia na identificação dos procedimentos sobrepostos de lavagem de dinheiro identificados, sempre com o objetivo de ocultar a origem e o real beneficiário dos recursos provenientes do tráfico internacional de drogas. Os presos serão conduzidos à Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, onde permanecerão à disposição da Justiça Federal.



Correio do Estado










Plantão

.
23/10/2018 - 10:20   Jogos Escolares de Sete Quedas iniciam nesta quarta no Chinelão
23/10/2018 - 10:10   Um terço do lixo tem destinação inadequada na América Latina e Caribe
23/10/2018 - 10:00   Definidos os campeões da 4ª etapa do estadual de Beach Tennis
23/10/2018 - 09:50   1º Feirão Digital movimenta centro de Dourados com a venda de kits para TV digital
23/10/2018 - 09:50   Rede de Controle de MS inicia elaboração de ranking estadual dos portais da transparência
23/10/2018 - 09:30   Empresário Amarildo Miranda Melo é reconduzido à presidência do Sinduscon
23/10/2018 - 09:20   Assessoria Sindical da Fiems orienta contadores de Dourados sobre eSocial
23/10/2018 - 09:10   Bolsonaro e Haddad expõem o estilo pessoal nesta reta final
23/10/2018 - 09:00   Setembro tem a maior criação de emprego formal para o mês desde 2013
23/10/2018 - 08:59   MS tem mais de 300 casos de intoxicação por agrotóxico
23/10/2018 - 08:50   Mulher é atacada enquanto saía pra trabalhar e suspeita de homofobia
23/10/2018 - 08:40   Jovem fica com rosto desfigurado depois de ser atacado com pedradas por morador de rua
23/10/2018 - 08:30   A Fazenda: Rafael Ilha, Nadja Pessoa e Chulapa esta na Roça
23/10/2018 - 08:20   Apoio a Haddad reúne 69 torcidas organizadas e líderes religiosos
23/10/2018 - 08:10   Policiais incineram acampamento e cinco hectares de maconha
23/10/2018 - 08:00   UFGD inscreve estagiários para Centro de Seleção e Projeto Ciranda
23/10/2018 - 07:55   E na data de hoje completando 15 aninhos Sabrina Aguiar
23/10/2018 - 07:50   STF julga inconstitucional lei de MS sobre uso de crédito de celular
23/10/2018 - 07:41   MS termina setembro com mais demissões; mas ano é positivo com criação de mais de 5 mil postos
23/10/2018 - 06:00   Polícia recupera em MS carreta furtada no Paraná
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 98186-1999 - Mande um whats!