Contato: (67) 98186-1999 - Mande um whats!
Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Terça-feira, 16 de Outubro de 2018





Cabo Daciolo pede ao TSE anulação da votação do 1º turno



11 de Outubro de 2018 - 09:00           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

 
 

O candidato do Patriota à Presidência da República, Cabo Daciolo, foi ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) apresentar pedido de anulação da votação do 1º turno das eleições deste ano, para que seja feita uma nova edição do pleito usando o método de voto em cédula, e não em urna eletrônica. Ele argumentou que houve fraude na adoção de urnas eletrônicas.

Daciolo disse que já havia apresentado um pedido de uso de voto em cédula no início de setembro. Segundo o candidato, o TSE respondeu argumentando que não havia situação de excepcionalidade que exigisse o abandono do emprego de urnas eletrônicas em favor da votação em cédula.

“Temos várias denúncias de fraudes das urnas eletrônicas. Em todo o território nacional, as pessoas iam votar e quando chegavam lá para votar para presidente não concluía. Quando tem fragilidade nas urnas eletrônicas, é necessário em caso excepcional que TSE faça votação em cédulas”, defendeu Daciolo.

Consultado, o TSE respondeu por meio de sua assessoria que o processo encontra-se em tramitação por via administrativa e que até o momento não houve decisão.

Normalidade

No balanço das eleições, a presidente do TSE, ministra Rosa Weber, afirmou que a votação do último domingo (7) ocorreu em “clima de normalidade absoluta”, mas colocou que o Tribunal vai apurar com rigor denúncias de irregularidades na votação.

A missão internacional da Organização dos Estados Americanos (OEA) divulgou informe preliminar no qual relatou não ter atestado problemas nas urnas que colocassem em questão a legitimidade da votação. Segundo os representantes da OEA, especialistas em sistemas de votação designados pela missão acompanharam as urnas ao longo do ano e não encontraram indícios de vulnerabilidades ou fraudes.











Plantão

.
16/10/2018 - 16:40   Servidora pública do TRE/MS foi encontrada em Caarapó
16/10/2018 - 14:33   TRE-MS quer explicação sobre alunos da rede pública em propaganda para o Senado
16/10/2018 - 14:20   Ana Maria Braga briga na justiça por direito autoral de Louro José
16/10/2018 - 14:00   Familiares continuam na busca por mulher desaparecida e criticam falsos alertas
16/10/2018 - 13:17   Em Campo Grande,vendedor de MS é preso por abusar de menino
16/10/2018 - 13:00   Sicredi Centro-Sul MS realiza 3º sorteio da promoção
16/10/2018 - 12:40   TSE manda retirar do ar vídeos sobre kit gay ligados à gestão Haddad
16/10/2018 - 12:20   Clube do Litoral Central abre o 5º Fesdom amanhã
16/10/2018 - 12:00   Disputa pelo senado custou entre R$ 0,10 e R$ 3,47 por voto em MS
16/10/2018 - 11:20   Professor morre após acidente e mais de 20 dias internado
16/10/2018 - 11:10   Dupla capota carro carregado com maconha após perseguição em Dourados
16/10/2018 - 11:00   Celulose e carnes de bovinos e aves alavancam exportações de industrializados de MS
16/10/2018 - 10:50   IEL encerra sexta-feira inscrições do workshop para capacitação de líderes em Dourados
16/10/2018 - 10:40   Polícia descobre autora de tratamento estético que matou mulher no Rio
16/10/2018 - 10:30   Concurso público com salários de até R$ 2,6 mil convoca candidatos para prova de títulos
16/10/2018 - 10:20   Mercosul repudia atos na Nicarágua e adverte sobre risco à democracia
16/10/2018 - 10:10   Eleições estaduais pesam na escolha dos partidos por neutralidade
16/10/2018 - 10:00   Seleções do Brasil e da Argentina jogam nesta terça-feira na Arábia Saudita
16/10/2018 - 09:50   Rafaella, Irmã de Neymar é indiciada por falsidade ideológica
16/10/2018 - 09:44   Jornalista Gil Gomes morre aos 78 anos em São Paulo
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 98186-1999 - Mande um whats!