Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Sexta-feira, 19 de Janeiro de 2018





Apesar de surto, nova campanha contra febre amarela está descartada em MS



12 de Janeiro de 2018 - 15:48           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

 
 

Apesar do surto de febre amarela silvestre na região sudeste do Brasil, onde 21 mortes foram registradas até esta sexta-feira (12), apenas no estado de São Paulo, a SES (Secretaria de Estado de Saúde) descartou a possibilidade de uma nova campanha de vacinação em Mato Grosso do Sul.

De acordo com a SES, como Mato Grosso do Sul faz parte do grupo de 21 estados considerados endêmicos pelo Ministério da Saúde, até o momento não há necessidade de novas ações, já que o surto da doença nessas localidades não oferece risco à população do estado.

A Secretaria reforça que, para realização de uma nova campanha seria necessária uma recomendação do Ministério e que até o momento isso não ocorreu.

Segundo a secretaria, pessoas que vêm das regiões onde há registro de casos recentes da doença para Mato Grosso do Sul, devem realizar a imunização em seus estados. Conforme a SES, os estoques de vacina da doença estão normalizados e disponíveis para a população nas unidades de saúde do estado, caso seja necessário posteriormente.

Surto

Os primeiros casos da doença ocorreram ainda em outubro do ano passado, onde 10 casos foram registrados em São Paulo. Na ocasião, a Secretaria de Saúdo do estado informou que todas as pessoas infectadas moravam na região do dos parques Horto Forestal e Cantareira, região norte do município.

À época, mortes de macacos também foram registradas e o parque chegou a ser fechado. Até o momento, há registro de mortes também em Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Segundo o Instituto Adolfo Lutz, onde os testes nos animais são feitos, entre julho de 2016 e janeiro de 2018, 2.491 mortes de macacos foram registradas. Destes, 617 estavam contaminados pela febre amarela, 61,5% apenas na cidade de Campinas.

Uma lista com o nome das cidades que o Ministério da Saúde recomenda a vacinação contra a doença pode ser consultada aqui.

Contágio

A contaminação ocorre quando um ser humano ou um primata é picado pelo mosquito transmissor da doença, Haemagogus, para febre amarela silvestre, e Aedes aegypti, para febre amarela urbana.

doença ocorre da seguinte maneira: na fase inicial, há ocorrência de dores de cabeça, febre, perda de apetite, náuseas e vômito e dores musculares, principalmente na região das costas.

Na fase tóxica, os sintomas são agravados e podem ser registrados sintomas febres altas, amarelamento de pele e olhos, sangramento da boca, nariz, olhos e estômagos, vômitos, órgão como fígado e rins são comprometidos, dores abdominais e escurecimento da urina.











Plantão

.
18/01/2018 - 19:46   HU-UFGD abre inscrições para seleção simplificada de 21 médicos
18/01/2018 - 19:34   Chuva inunda entrada de túnel em Dourados, água alcança 2m de altura
18/01/2018 - 17:06   Coordenadora de Imunização de Itaporã orienta sobre vacinação contra febre amarela
18/01/2018 - 15:06   Durante Buscas e Apreensão , policia encontra objetos roubados de uma relojoaria em Itaporã
18/01/2018 - 10:20   MPE denuncia por improbidade desembargadora de MS que teve filho preso por tráfico
18/01/2018 - 10:10   Sejusp prepara abertura de concurso para a Coordenadoria-Geral de Perícias
18/01/2018 - 10:00   Como recuperar a senha do Enem 2017
18/01/2018 - 09:50   Empresa de celulose oferece 34 vagas para trabalho no setor florestal
18/01/2018 - 09:40   Justiça nega mais um recurso de Cristiane Brasil
18/01/2018 - 09:30   Ministério da Indústria regulamenta trabalho à distância de funcionários da pasta
18/01/2018 - 09:20   Inmet coloca Capital e 31 municípios em alerta devido a risco de tempestade
18/01/2018 - 09:10   Cai percepção de piora da economia entre comerciantes
18/01/2018 - 09:07   CAARAPÓ: Inscrições para 99 vagas em prefeitura se encerram nesta sexta-feira
18/01/2018 - 09:05   Botijão de gás de cozinha ficará 5% mais barato nas refinarias a partir desta sexta
18/01/2018 - 09:00   Pelo menos 65 pessoas foram assassinadas em conflitos no campo em 2017, diz Pastoral da Terra
18/01/2018 - 08:58   CNH Digital já está disponível em Mato Grosso do Sul
18/01/2018 - 08:52   Mega-Sena, concurso 2.005: ninguém acerta, e prêmio vai a R$ 15 milhões
18/01/2018 - 08:40   Governo Municipal entrega certificados de vários cursos profissionalizantes
18/01/2018 - 08:30   Febraban diz que avalia medidas para melhorar condições do cheque especial
18/01/2018 - 08:26   Sindicato Rural de Itaporã e Senar/MS realizam cursos de artes em tecido
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 8171-8561 - Mande um whats!