Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Domingo, 17 de Dezembro de 2017





UFN3 deverá ser retomada em março ao custo de R$ 2 bilhões
Com 80% das obras concluídas, valor seria necessário para colocar fábrica em operação


12 de Outubro de 2017 - 08:41           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

 
 

As obras da Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados  da Petrobras em Mato Grosso do Sul, abandonadas há três anos, devem ser retomadas até março do próximo ano e deverão custar, ao novo comprador, um investimento extra de R$ 2 bilhões para concluir o projeto. A construção parou em dezembro de 2014, quando a estatal rompeu contrato com o consórcio até então responsável, composto pelas empresas Galvão Engenharia – denunciada na Lava-Jato – e Sinopec.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico de Três Lagoas, Antônio Luiz Teixeira Empke Júnior, a expectativa é que tanto a conclusão do processo de venda quanto a retomada efetiva da construção corram no primeiro trimestre do próximo ano. “Está sendo feito todo um planejamento estratégico para essa venda. Então, a nossa expectativa é que até março ocorra a retomada da obra. Está sendo feito um planejamento estratégico para que a venda e retomada se concretize”, destacou.

No entanto, os quase três anos de paralisação aumentaram o custo do projeto. Quando paralisada, estimava-se que a obra, com 80,95% do projeto executado, havia consumido em torno de R$ 3 bilhões – dos R$ 3,2 bilhões previstos inicialmente. Agora, explicou o secretário,  serão necessários mais R$ 2 bilhões para concluir o projeto. “É um levantamento primário que fizeram, apontando que precisariam de mais R$ 2 bilhões para concluir a obra. Pode ser que este valor aumente. Muito do que foi feito na obra, por conta do desgaste natural, vai ter que ser refeito, destruído ou trocado por novo”, destacou. Quando paralisada, a estimativa é que seriam necessários R$ 700 milhões para a construção. 

Reportagem completa está na edição de hoje do Correio do Estado.











Plantão

.
17/12/2017 - 17:50   Filha é acusada de manter mãe doente trancada em casa e sem comida
17/12/2017 - 12:12   Com fronteira tranquila, eleição movimenta 4,5 milhões de paraguaios
17/12/2017 - 12:08   Alvo de 5 mandados de prisão no Paraná é flagrado com carro roubado
17/12/2017 - 11:57   Presas serram cadeado e fogem de celas de delegacia no interior
17/12/2017 - 10:14   Maracaju: Polícia Militar fecha boca de fumo e apreende adolescente infrator em flagrante por tráfico de drogas
17/12/2017 - 10:07   PMR apreende veículo com 224 kg de maconha entre Nova Andradina e Batayporã
17/12/2017 - 10:05   Homem embriagado agride esposa com socos em Sidrolândia
17/12/2017 - 10:03   Polícia descobre bunker de droga em MS com capacidade de até 6 toneladas
17/12/2017 - 09:56   Pistoleiros executam dois a tiros na fronteira
16/12/2017 - 15:45   Incentivos fiscais oferecidos pelo Governo são convalidados
16/12/2017 - 15:40   Detran abre 50 vagas para instrutor de trânsito em Campo Grande
16/12/2017 - 15:30   Homem é encontrado morto deitado no sofá de casa e sem as partes íntimas
16/12/2017 - 15:18   "Terá punição", diz Alckmin sobre tucanos contrários à Previdência
16/12/2017 - 15:18   Um mês após sumiço de submarino, cai comandante da Marinha argentina
16/12/2017 - 15:14   Débitos do FlexPark poderão ser pagos via aplicativo
16/12/2017 - 14:31   Divulgado o resultado parcial das eleições da presidência do Crea-MS
16/12/2017 - 14:24   Tradição e inovação misturam-se em casamento coletivo na Capital
16/12/2017 - 14:22   Moro, PF e procuradores mentem e são dignos de pena, diz Lula
16/12/2017 - 13:22   Cirurgião narra como conheceu Lispector e inspirou narrador de ´A Hora da Estrela´
16/12/2017 - 13:20   São Paulo aceita Lucca, mas proposta do Cruzeiro ainda não agrada
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 8171-8561 - Mande um whats!