Contato: (67) 98186-1999 - Mande um whats!
Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Terça-feira, 25 de Setembro de 2018





Em menos de 4 meses, MS registra 135 homicídios e 11 feminicídios
Registros de feminicídio aumentaram de 1 para 11, em três anos


16 de Abril de 2018 - 08:50           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

 
 

Nos 105 dias de 2018, Mato Grosso doSul registrou 135 homicídios dolosos e 11 feminicídios -  assassinato de mulheres por motivo de gênero, derivado geralmente do ódio, desprezo ou sentimento de propriedade sobre elas. Os dados são da Secretaria de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul (Sejusp) e significam, pelo menos, uma morte a cada 17 horas.

Apesar de alarmante, o número de homicídios dolosos é menor que o registrado nos últimos três anos. De acordo com as estatísticas da Sejusp, em 2015, o Estado registrou 185 assassinatos dolosos. Em 2016 foram 20 homicídios a menos, com 168 registros.  E no ano passado, a queda foi ainda mais acentuada, 150 homicídios.

No entanto, os registros de feminicídio aumentaram. Era apenas um em 2015, subiu para sete em 2016, se manteve em sete em 2017 e aumentou para 11 no ano de 2018.

Um dos casos deste ano foi na cidade de Três Lagoas e completou 90 dias no último sábado (14), com o inquérito ainda inconcluso. No dia 14 de janeiro, a produtora rural Halley Coimbra Ribeiro Junqueira foi morta com três tiros disparados pelo ex-marido, o engenheiro Renato Bastos Otoni, de 62 anos. O crime foi dentro da casa da família, no bairro Santa Júlia, zona Norte da cidade. 

A mulher foi surpreendida pelo assassino e morta pelas costas, quando retirava água da geladeira. Otoni foi visto por uma filha de Halley, quando fugia do local. Na residência também estavam duas filhas pequenas do casal. Dois dias depois, o corpo dele foi encontrado dentro de um carro abandonado numa estrada de terra, em Castilho (SP). A polícia apontou suicídio. 

A morte de Otoni comprometeu o encerramento do inquérito, porque a investigação foi iniciada pela Polícia Civil paulista. De lá deve ser enviado o laudo do possível suicídio e o exame da arma encontrada no banco do carro do suspeito, que pode ter sido a mesma usada no assassinato de Halley. 

As três peças devem ser juntadas ao inquérito, para conclusão, antes do envio ao Ministério Público.











Plantão

.
25/09/2018 - 09:48   Prefeito Marcos Pacco assina termo de cooperação com Energisa, sobre manejo de arborização
25/09/2018 - 09:46   Ação de saúde na BR-163/MS acontece quarta (26)
25/09/2018 - 09:29   Gol carregado com 161 kg de maconha é apreendido em Dourados
25/09/2018 - 09:28   Pacientes terão acesso a informações sobre médicos credenciados
25/09/2018 - 09:01   Vereador solicita patrolamento, cascalhamento e caixas de contenção no Bandeirantes
25/09/2018 - 08:25   MPE proíbe eventos em local tradicional na Capital
25/09/2018 - 08:21   Homem invade residência e estupra menina de 12 anos
25/09/2018 - 08:13   Polícia encontra bilhete com “mula” e fecha entreposto de drogas no Estrela Porã
25/09/2018 - 08:00   Paola Antonini: ´minha autoestima melhorou depois que perdi a perna´
25/09/2018 - 07:50   Cidadão pode participar de decisões da Justiça como Jurado Voluntário
25/09/2018 - 07:40   Toffoli sanciona lei que amplia licença paternidade nas Forças Armadas
25/09/2018 - 07:30   Direção trava e condutor fica ferido ao colidir carro em rampa de caminhão
25/09/2018 - 07:20   Juiz anula decisão sobre patente de remédio para hepatite C
25/09/2018 - 07:10   ´MasterChef Profissionais´ terá mais uma ´Caixa Misteriosa´ nesta terça
25/09/2018 - 07:00   Três Projetos de Lei serão votados durante Ordem do Dia desta terça-feira
24/09/2018 - 19:46   Temer vai procurar sucessor para fazer reforma da Previdência este ano
24/09/2018 - 15:54   Com Ação Global ESF Copacabana comemora dois anos de atividades em Itaporã
24/09/2018 - 15:46   CCR MSVia informa que objeto na pista é ocorrência comum na BR-163/MS
24/09/2018 - 15:45   Semana de Execução termina com R$ 2,3 milhões pagos aos trabalhadores em MS
24/09/2018 - 15:44   Mais de 51 mil pessoas com direito ainda não sacaram o PIS em MS
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 98186-1999 - Mande um whats!