Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Domingo, 19 de Novembro de 2017





Assentados abandonam lotes entregues pelo Incra em MS
Desassistência e comércio irregul


14 de Novembro de 2017 - 08:01           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

 
 

Os 204 assentamentos de Mato Grosso do Sul têm 4.287 lotes vazios, segundo números do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

Em algumas cidades, a quantidade de parcelamentos abandonados supera o montante ocupado. A superintendência regional do órgão aponta para compra e venda de terras como principal irregularidade que leva à desocupação, mas a falta de assistência do próprio instituto às unidades também afasta assentados.

Conforme levantamento do Incra, atualizado no início do mês, 27.708 famílias estão assentadas em Mato Grosso do Sul. A capacidade total dos assentamentos é de 31.995, ou seja, 13,3% dos lotes disponíveis estão vazios.

Com 15 projetos de assentamento, Ponta Porã é o município sul-mato-grossense com maior número de lotes desocupados. São 1.501 parcelamentos, que correspondem a um terço da capacidade total na cidade da região sul do Estado, de 4.506 famílias.

Ainda em Ponta Porã, só o Assentamento Itamarati II Fetagri tem 1.142 terras abandonadas. O projeto foi entregue em 2004 e tem estrutura para comportar 1.692 famílias, mas apenas 550 estão instaladas.

O superintendente do Incra no Estado, Humberto César Maciel, discorda dos números levantados pela autarquia federal. “Não é essa a totalidade. Não tenho esse número, mas não é muita coisa”, afirma.

O representante responsabiliza o sistema de informações pela “diferença” nos dados. “A gente notou que a quantidade de lotes disponíveis em determinado assentamento era uma, mas no sistema era outra”. 

*Leia reportagem, de Jones Mário, na edição de hoje do jornal Correio do Estado.

 











Plantão

.
18/11/2017 - 12:25   PM flagra viajante do tempo que alerta para invasão alienígena em MS
18/11/2017 - 11:47   Assembleia Marina critica revogação da prisão de deputados do RJ
18/11/2017 - 11:42   Governo anuncia liberação de R$ 7,5 bilhões para gastos dos ministérios
18/11/2017 - 11:40   Em 2018, Mundial de surfe terá etapa em piscina de ondas de Kelly Slater
18/11/2017 - 11:32   Governo federal descontingencia R$ 7,5 bilhões do Orçamento
18/11/2017 - 11:29   Pagamento do PIS movimenta R$ 14 milhões no Estado
18/11/2017 - 11:27   Corpo de homem é encontrado carbonizado dentro de carro
18/11/2017 - 10:59   Exército mata dois e fere suspeito perto de instalação militar no Rio
18/11/2017 - 10:42   Tênis Melo e Kubot se classificam para decisão do ATP Finals
18/11/2017 - 10:38   Projeto escolar de Campo Grande ensina igualdade das diferenças
18/11/2017 - 10:15   Homem é morto com tiro na cabeça e polícia investiga o caso
18/11/2017 - 10:00   Aniversariante: Hoje os parabéns vai para a princesinha Silveni Nonato
18/11/2017 - 09:40   Corinthians quer tratar renovação de Danilo na próxima semana
18/11/2017 - 09:07   Com bebê no colo, adolescente é vítima de tentativa de estupro
18/11/2017 - 08:58   Tráfico Dois são presos com mala contendo 12 kg de maconha
18/11/2017 - 08:45   Everson Barros era foragido e foi preso no bairro Santo Eugênio
18/11/2017 - 08:19   Justiça marca audiência sobre morte e estupro de Kauan
18/11/2017 - 07:20   Odilon fecha as portas para aliança com outros partidos na sucessão
18/11/2017 - 07:00   Indignada com acidente da filha moradora de Itaporã promove abaixo-assinado
17/11/2017 - 15:05   Governo tenta liberação de R$ 30 milhões da União para custeio da Santa Casa
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 8171-8561 - Mande um whats!