Home | Notícias | Fotos | Vídeos | Anúncie | Contato

Domingo, 17 de Dezembro de 2017





Águas diz que analisa liminar que suspende aumento do prazo de concessão
Termos suspensos pelo TCE aumentavam em mais de 29 anos a concessão


11 de Outubro de 2017 - 08:02           principal  |  imprimir - Enviar Materia

 

Por meio da assessoria de imprensa, a Águas Guariroba confirmou o recebimento da liminar que suspende os termos de aditivos que estendem o período de concessão do serviço de água e esgoto em Campo Grande e informou que o documento está sob análise.

Os termos aditivos a que a liminar se refere são aqueles que prorrogaram em 29 anos e dez meses a concessão à Águas Guariroba para exploração dos serviços de água e esgoto.

Em nota, a empresa respondeu que  "os aditivos contratuais realizados entre a Prefeitura Municipal e a Águas Guariroba estão em conformidade com a Lei 8.987/95, que regula as Concessões, e sustentados ainda em diversos pareceres de juristas especialistas na matéria".

A empresa se colocou à disposição da Justiça para esclarecimentos sobre o assunto e respondeu ainda que “o objetivo dos aditivos contratuais foi atender o interesse público estabelecido na Lei Federal 11455/2007, que obriga as prefeituras a universalizarem os serviços de coleta e tratamento de esgoto".

Em Campo Grande, o prazo é até 2025.

O CASO

O conselheiro do Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul, Jerson Domingos, suspendeu liminarmente dois termos aditivos que, em 2012, estenderam o período da concessão do serviço de água e esgoto de Campo Grande de 30 anos para 60 anos. Domingos atendeu pedido da Inspetoria de Engenharia, Arquitetura e Meio Ambiente (Ieama).

Os dois termos aditivos suspensos hoje na decisão de Domingos, foram firmados entre os dias 23 e 26 de abril de 2012, entre a diretoria da empresa, e o ex-prefeito Nelson Trad Filho. Na ocasião, para operar por mais 30 anos e antecipar as metas de universalização da rede de esgoto, a Águas Guariroba antecipou R$ 38 milhões do valor da outorga para atuar neste periodo adicional.

O primeiro contrato de concessão da Águas Guariroba com o município de Campo Grande foi firmado em 2000, e também tem validade de 30 anos. Para este vínculo, não afetado pela liminar do conselheiro do TCE, foi estabelecida à época uma outorga remunerada de R$ 45 milhões.

Com a decisão de hoje, a Águas Guariroba volta a ter direito de explorar os serviços de saneamento em Campo Grande até 2030, e não até 2060, como previsto nos termos de aditamento, suspensos pelo TCE.

 











Plantão

.
17/12/2017 - 17:50   Filha é acusada de manter mãe doente trancada em casa e sem comida
17/12/2017 - 12:12   Com fronteira tranquila, eleição movimenta 4,5 milhões de paraguaios
17/12/2017 - 12:08   Alvo de 5 mandados de prisão no Paraná é flagrado com carro roubado
17/12/2017 - 11:57   Presas serram cadeado e fogem de celas de delegacia no interior
17/12/2017 - 10:14   Maracaju: Polícia Militar fecha boca de fumo e apreende adolescente infrator em flagrante por tráfico de drogas
17/12/2017 - 10:07   PMR apreende veículo com 224 kg de maconha entre Nova Andradina e Batayporã
17/12/2017 - 10:05   Homem embriagado agride esposa com socos em Sidrolândia
17/12/2017 - 10:03   Polícia descobre bunker de droga em MS com capacidade de até 6 toneladas
17/12/2017 - 09:56   Pistoleiros executam dois a tiros na fronteira
16/12/2017 - 15:45   Incentivos fiscais oferecidos pelo Governo são convalidados
16/12/2017 - 15:40   Detran abre 50 vagas para instrutor de trânsito em Campo Grande
16/12/2017 - 15:30   Homem é encontrado morto deitado no sofá de casa e sem as partes íntimas
16/12/2017 - 15:18   "Terá punição", diz Alckmin sobre tucanos contrários à Previdência
16/12/2017 - 15:18   Um mês após sumiço de submarino, cai comandante da Marinha argentina
16/12/2017 - 15:14   Débitos do FlexPark poderão ser pagos via aplicativo
16/12/2017 - 14:31   Divulgado o resultado parcial das eleições da presidência do Crea-MS
16/12/2017 - 14:24   Tradição e inovação misturam-se em casamento coletivo na Capital
16/12/2017 - 14:22   Moro, PF e procuradores mentem e são dignos de pena, diz Lula
16/12/2017 - 13:22   Cirurgião narra como conheceu Lispector e inspirou narrador de ´A Hora da Estrela´
16/12/2017 - 13:20   São Paulo aceita Lucca, mas proposta do Cruzeiro ainda não agrada
 
 


















Itapora Agora - Onde a Noticia Acontece

(67) 8171-8561 - Mande um whats!